Loulé combate isolamento nos lares de idosos com “Um Cão à minha Janela”

Visita aos lares é uma das vertentes do programa “Dá-me a tua pata”.

O projeto “Um Cão à minha Janela”, promovido pela Câmara de Loulé e pela Associação Kokua, tem ajudado, «ao longo dos últimos meses», a combater o isolamento social dos idosos que estão em lares do concelho e que estão impossibilitados de ter contacto com as suas famílias.

Segundo a autarquia louletana, esta iniciativa tem «promovido momentos de partilha afetiva entre estes cidadãos e um cão de ajuda social».

Na impossibilidade da equipa que acompanha o projeto aceder ao interior dos lares, para proteger os utentes, o “encontro” entre os idosos e os cães é feito à janela.

«São momentos de partilha de afetos que contribuem para o bem-estar psicológico e emocional dos idosos que, há um ano, vivem praticamente em isolamento total, longe das suas famílias», realça a Câmara de Loulé.

No entanto, esta presença nos lares é apenas uma das vertentes do programa “Dá-me a tua pata”.

Através dos cães de ajuda social, este projeto cofinanciado pelo Portugal Inovação Social e CRESC Algarve, que tem a Câmara Municipal de Loulé como investidor social, procura a promoção do bem-estar, autonomia e inclusão social de pessoas com diversidade funcional e suas famílias ou daqueles que vivem em isolamento extremo.

«É o caso de crianças com perturbação do espectro do autismo em que o contacto com um cão de ajuda social, através de atividades de interação e jogos visuais, promovendo estímulos que são determinantes para o aumento de socialização e redução dos níveis de ansiedade», realça a autarquia.

«Estamos muito felizes com os resultados desta iniciativa, em particular nesta fase pandémica. Encontrámos aqui mais um veículo para apoiar os nossos idosos que, no fundo, constituem o grupo da população que mais tem sido penalizado com esta situação pela ausência do contacto com os seus familiares. Importa também sublinhar a valorização do papel do animal na sociedade atual, e neste caso a sua importância do ponto de vista socioafetivo e terapêutico», realça o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo.

Quem tiver interesse em beneficiar do projeto “Um Cão à minha Janela” pode entrar em contacto com a Associação Kokua através do e-mail geral@kokua.pt e indicar os seguintes elementos: breve descrição dos beneficiários e da circunstância de vivência em que se encontram (ex. faixa etária, interesses, contexto domiciliário/centro de resposta específica), breve descrição das características físicas externas do centro/domicílio (ex. tipo de janelas que possuí, onde se localiza), e disponibilidade horária para o agendamento das visitas.

Após a visita e desenvolvimento da atividade, a Associação fará a avaliação dos resultados e o impacto do projeto junto de quem dele beneficia.

 



Comentários

pub