“Lagos Apoia” ainda mais a população para se adaptar «às mudanças da pandemia»

Câmara de Lagos quer fazer face à «constante transformação» causada pela evolução da Covid-19

O programa “Lagos Apoia”, que enquadra as respostas da Câmara lacobrigense às consequências sociais causadas pela Covid-19, está a ser adaptado «às mudanças da pandemia» e ao aumento casos e de internamentos, que já levou o Governo a decretar o estado de emergência.

Segundo a Câmara de Lagos, tendo em conta a «constante transformação» da realidade vivida, também o pacote de medidas previstas neste iniciativa tem vindo a ser atualizado.

«A este programa de apoio às famílias e à economia local têm sido acrescentadas novas ações, como, mais recentemente, a promoção da administração gratuita de 2 mil vacinas a idosos do concelho, a entrega de viaturas a Forças de Segurança, Centro de Saúde de Lagos e Agrupamentos Escolares e a comparticipação na elaboração do “Plano de Recuperação Económica do Algarve” da AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve», revelou a autarquia.

«Na área da economia, o município transferiu cerca de 11 mil euros como comparticipação na elaboração do “Plano de Recuperação Económica do Algarve” da AMAL, uma estratégia regional de combate aos efeitos nocivos provocados pela pandemia Covid-19 na economia algarvia. Para o Natal de 2020, apesar de todas as restrições, a autarquia está a preparar algumas iniciativas de estímulo às compras no comércio local», acrescentou a Câmara.

E se nos meses de Verão as medidas foram adaptadas «para o estímulo da economia local, mas também para a segurança nas praias», com a chegada do Natal e do Inverno, «a autarquia lacobrigense vira-se agora para outras frentes, acompanhando a evolução epidemiológica do país e do mundo».

«Exemplo disso é a celebração de um protocolo que permite promover a administração gratuita da vacina da gripe, em farmácias comunitárias, a 2 mil idosos do concelho no âmbito do Programa “Vacinação SNS Local”, reduzindo assim a pressão sobre os serviços de saúde», enquadrou a Câmara de Lagos.

Na área da Educação, «destacam-se a aquisição de 400 computadores portáteis e 150 tablets para alunos, em regime de empréstimo».

Entretanto, a autarquia lacobrigense tem estado a contribuir para um reforço da capacidade de resposta dos que estão na linha da frente do combate à disseminação do vírus.

No Dia do Município, 27 de Outubro, «foram entregues seis viaturas a Forças de Segurança, Centro de Saúde de Lagos e Agrupamentos Escolares, num investimento de cerca de 138 mil euros. Já os equipamentos de proteção individual entregues (máscaras, álcool gel, luvas, fatos de proteção, entre outros) mereceram até à data, um investimento de 159 mil euros».

Para além da comunidade lacobrigense, entre as entidades que beneficiaram destes apoios estão o Centro Hospitalar Universitário do Algarve – Hospital de Portimão, o Hospital Distrital de Lagos – Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, o Centro de Saúde de Lagos, as Autoridades locais (Guarda Nacional Republicana, Polícia de Segurança Pública e Polícia Marítima), as Instituições (Santa casa da Misericórdia de Lagos, CASLAS, Paróquia de Lagos e NECI), os Bombeiros Voluntários de Lagos, a Lagos Em Forma, as Juntas de Freguesia, o Estabelecimento Prisional de Silves, a CPCJ – Lagos e a Cruz Vermelha – Delegação de Lagos.

Estas medidas vêm juntar-se a outras, nomeadamente «a distribuição de cabazes alimentares e de bens de primeira necessidade, medicação, refeições entregues ao domicílio e refeições distribuídas a pessoas em situação de sem abrigo».

Estes apoios continuarão a ser prestados para auxiliar as famílias, sendo que para tal poderá ser feito um contacto com a autarquia através dos telefones 282 780 900 e 282 771 700 (9h00-17h00) ou do email expediente.geral@cm-lagos.pt.

«A Câmara Municipal de Lagos continuará atenta à evolução epidemiológica, adaptando a sua abrangência ao contexto económico e social do concelho e tomando como prioridade o apoio à população, que viu as suas vidas afetadas como consequência da crise pandémica. Nesse sentido, apela ao espírito cívico de todos os munícipes e visitantes para que cumpram todas as normas da Direção-Geral de Saúde, mantendo o concelho de Lagos seguro para todos», concluiu a autarquia.

 



Comentários

pub