Farenses já podem receber comida e medicamentos em casa

Encomenda pode ser feita por telefone e um táxi leva os produtos até casa

Os munícipes de Faro já podem encomendar e receber em casa produtos alimentares, de higiene e de farmácia no âmbito da iniciativa #FaroEmCasa, que resulta de uma parceria entre a Câmara de Faro, Rotáxi, ACRAL e várias empresas do concelho.

A Câmara de Faro explica que, este serviço, em que o Município surge como elo de ligação entre as várias entidades, «visa permitir que o maior número de pessoas possa ficar em casa, contribuindo assim ativamente para a contenção do foco de covid-19 no concelho e no país, ao mesmo tempo que ajuda a economia local».

A iniciativa permite «que os vários estabelecimentos (mercearias, minimercados, supermercados, talhos, frutarias, farmácias e outros) que se associaram a este projeto, bem como os motoristas de táxis, possam manter nesta fase a sua atividade comercial com a maior proteção possível para proprietários, funcionários, clientes e população em geral».

A encomenda pode ser feita diretamente, por via telefónica, ou através de e-mail, junto de cada estabelecimento aderente (veja a lista aqui).

Caso esta entrega seja feita através de táxi, é cobrada uma taxa de transporte, pré-definida de acordo com a localização da morada, que será adicionada ao montante total das compras.

O valor deve ser liquidado previamente, através de transferência bancária ou MBWay, para que não exista qualquer transação de dinheiro físico entre vendedor, transportador e comprador.

O Município recomenda que, «antes de contactar o estabelecimento em causa, elabore com atenção a lista de compras, indicando com clareza as quantidades e todos os artigos de que necessita».

A autarquia apela também a que, nesta fase, «todos sejamos vizinhos solidários: se fizer alguma encomenda, verifique se algum dos seus vizinhos (em particular os mais idosos, de grupos chamados de risco ou com maiores dificuldades) precisa de algum bem que possa encomendar e poupar assim a possível taxa de transporte».

O serviço de transporte e entrega ao domicílio «é da responsabilidade do estabelecimento escolhido, pelo que este irá transmitir todas as informações sobre valores (se aplicável), horários e meios de entrega», acrescenta a Câmara de Faro.

No caso de produtos de farmácia com receita médica, «deve informar-se acerca do procedimento para entrega da prescrição quando efetuar a encomenda».

Os preços de entrega variam de acordo com as zonas. A primeira coroa envolve toda a área da cidade e a entrega custa 8 euros. Nas zonas de  Montenegro, Gambelas, Patacão, Mar e Guerra, Chelote e Rio Seco, o valor sobe para 12 euros e em Estoi, Conceição e Santa Bárbara de Nexe o valor é de 15 euros.

Esta iniciativa «é uma das várias que o Município de Faro está a promover no âmbito do #FaroEmCasa para tentar minimizar as dificuldades por que todos estão a passar nesta altura e facilitar o mais possível a permanência em casa dos nossos cidadãos, em particular dos mais idosos. Porque nesta altura, todos temos de ser parte da solução para conter ativamente o foco do Covid-19», acrescenta a autarquia.

Mais informações – e a lista provisória de estabelecimentos aderentes a esta iniciativa do #FaroEmCasa – podem ser encontradas aqui .

 

Gosta do nosso trabalho?
Então apoie-nos!
O seu donativo vai apoiar as nossas reportagens e todo o nosso trabalho jornalístico!

Clique aqui para apoiar-nos (Paypal)
Ou use o nosso IBAN PT50 0018 0003 38929600020 44

Comentários

pub
pub