Cidadãos que regressam do estrangeiro têm de ficar em quarentena no Algarve

São urgentes «medidas de contenção máxima de possível contágio»

Aeroporto de Faro – Foto: Fabiana Saboya

A delegada regional de Saúde do Algarve determinou hoje, dia 21 de Março, que «todos os cidadãos que regressem do estrangeiro», nomeadamente emigrantes portugueses, mas também pessoas com outras nacionalidades que tenham residência na região algarvia, «permaneçam em isolamento profilático pelo período de 14 dias, a contar do dia da sua chegada».

Enquanto «autoridade regional de Saúde do Algarve», Ana Cristina Guerreiro «urge», no comunicado a que o Sul Informação teve acesso, a «que sejam tomadas medidas de contenção máxima de possível contágio, implementando mecanismo de resposta rápida».

A medida, esclarece a delegada regional de Saúde, é tomada «perante a atual situação epidemiológica da infeção da Covid-19».

Esta determinação também poderá ter a ver com o facto de pelo menos um dos novos casos confirmados e hoje divulgado no boletim regional da ARS, ser o de uma mulher, portuguesa, «vinda recentemente de França para junto da família residente em Alcantarilha», como revela o jornal Terra Ruiva. Este que é o terceiro caso no concelho de Silves, aliás, não tem qualquer relação com os dois casos já existentes no Algoz.

Para já, ao que o nosso jornal apurou, apenas a região Norte está a implementar uma medida semelhante de obrigação de quarentena para quem regressa do estrangeiro, desde há dois dias (19 de Março), numa decisão da ARS nortenha, mas também das várias Comunidades Intermunicipais. Presume-se que a mesma medida venha a ser tomada em todas as regiões do país.

No Norte, estas medidas aplicam-se a todos quantos regressem a Portugal «seja por carro, barco, comboio ou avião».

No Algarve, a medida aplica-se a quem entra pela fronteira terrestre da Ponte Internacional do Guadiana e pelo Aeroporto de Faro, já que não há ligações de barco (a do Guadiana, entre Vila Real de Santo António e Ayamonte, está parada), nem de comboio ao estrangeiro.

Desde as 23h00 do passado dia 16 que as fronteiras entre Portugal e Espanha estão fechadas, mantendo-se abertas, mas de forma muito controlada, apenas 9 em todo o país. Uma delas é a da Ponte do Guadiana.

 

 

Gosta do nosso trabalho?
Então apoie-nos!
O seu donativo vai apoiar as nossas reportagens e todo o nosso trabalho jornalístico!

Clique aqui para apoiar-nos (Paypal)
Ou use o nosso IBAN PT50 0018 0003 38929600020 44

 

 

Comentários

pub
pub