Utentes do CHUA foram convocados para consultas inexistentes

O problema já foi resolvido

Utentes do Centro Hospitalar Universitário do Algarve foram convocados para consultas que, na prática, não estavam marcadas. O erro deveu-se ao novo sistema complementar de alerta/convocatória de consulta via SMS, que está a ser implementado e em fase de testes, que enviou mensagens com data incorreta para alguns utentes.

Foi esse o caso de uma utente de Tavira que recebeu uma mensagem com a informação da marcação de uma consulta de Dermatologia para esta segunda-feira, às 18h00.

No entanto, ao chegar ao Hospital de Faro, percebeu que não havia consulta marcada e que mais pessoas tinham sido convocadas para consultas inexistentes.

Fonte do Centro Hospitalar Universitário do Algarve explicou ao Sul Informação que está a ser implementado um sistema complementar de alerta/convocatória de consulta via SMS cuja fase de testes arrancou na passada sexta-feira, admitindo que «foi indevidamente enviada pelo sistema uma mensagem SMS com data incorreta para alguns utentes registados».

O CHUA garante que «detetou prontamente o erro e, em conjunto com a empresa fornecedora, suspendeu, logo na segunda-feira, temporariamente, o envio de SMS, nesta fase de testes.

Em esclarecimento enviado ao nosso jornal, o CHUA «lamenta o sucedido e pede aos utentes que tenham recebido a mensagem SMS que a ignorem».

Em caso de dúvida, pode ser contactado o Núcleo de Apoio à Consulta Externa (entre as 8H00 e as 18H00) através dos números 289 002 041 ou 289 002 042.

Comentários

pub
pub