Hoteleiros esperam Verão com menos ingleses e mais franceses

Inquérito foi feito pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP)

Os hoteleiros do Algarve perspetivam, para este Verão, uma pior performance dos mercados inglês, alemão e holandês, mas um crescimento no número de turistas americanos e franceses, segundo um inquérito feito pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP). 

De acordo com este estudo, no qual foram analisadas as reservas já efetuadas na hotelaria nacional para o período de Julho a Setembro, os hoteleiros nacionais indicam que a taxa de ocupação e a estada média irão ser idênticas.

No entanto perspetivam um melhor ARR (preço médio por quatro ocupado) e RevPAR (preço médio por quarto disponível).

No caso do Algarve, 86% dos inquiridos esperam uma taxa de ocupação dos hotéis superior a 80%.

Quanto ao indicador estada média, 49% dos algarvios esperam que os turistas fiquem hospedados entre três a cinco dias.

«Temos vindo a acompanhar, com particular atenção, a evolução dos mercados alemão e inglês, mas sobretudo do mercado alemão que tem decrescido, em número de hóspedes, na Madeira e no Algarve e a informação recolhida neste inquérito vem comprovar isso mesmo», diz Cristina Siza Vieira, CEO da AHP.

«48% dos inquiridos na Madeira e 43% no Algarve esperam uma pior performance do mercado alemão. Já quanto ao mercado inglês, a Madeira está mais otimista, por contraponto ao Algarve onde 63% dos inquiridos esperam uma pior performance deste mercado emissor. Este pessimismo deve-se principalmente à indefinição do Brexit e à falência de algumas companhias aéreas, a última das quais a Germania Airlines, que operavam para estes dois destinos nacionais e que vêm diminuir a oferta de voos semanais», conclui a responsável.

Comentários

pub
pub