Escolas de territórios prioritários com mais tempo para pedir fundos à UE

Período de candidaturas foi prolongado até 12 de Julho

Imagem de Arquivo

Os estabelecimentos públicos de educação e ensino dos territórios de intervenção prioritária do Algarve terão mais tempo para tentar garantir comparticipação de Fundos da União Europeia para os seus projetos, ao abrigo do programa Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP).

O prazo de candidaturas a esta linha de financiamento do Programa Operacional CRESC Algarve 2020 foi alargado até 12 de Julho. As propostas deverão ser submetidas no Balcão 2020.

O programa «visa promover intervenções que favoreçam a igualdade de oportunidades no acesso ao ensino e a melhoria do sucesso educativo dos alunos». Neste concurso serão aceites propostas no domínio da Inclusão e Emprego.

O TEIP tem uma dotação de 3,5 milhões de euros, a larga maioria dos quais provenientes do Fundo Social Europeu, conforme se pode ler no anúncio do concurso, que pode ser consultado seguindo este link.

O objetivo temático deste programa «é a promoção da inclusão social e o combate à pobreza e descriminação», com a prioridade de investimento a ser «a inclusão ativa, com vista à promoção da igualdade e da participação ativa e a melhoria da empregabilidade», segundo a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, gestora do PO regional.

#Portugal2020 #CCDRALGARVE #Algarve #Algarve2020 #Educação #Inclusão #FSE

Comentários

pub
pub