Freguesia de Lagoa e Carvoeiro dá prenda a quem registar (de graça) o seu cão

Registo gratuito dá direito a presente

A União de Freguesias de Lagoa e Carvoeiro acaba de lançar uma campanha para promover o registo gratuito de cães…e os seus donos ainda recebem, como oferta, um dispensador de sacos para apanhar os cocós do cão, com lanterna. Também quem renovar a licença do animal terá direito ao brinde.

Joaquim João Paulo, presidente da União de Freguesias, salienta que o registo dos canídeos é obrigatório, mas a autarquia, «para incentivar as pessoas a tratar disso, resolveu não só permitir que, ao longo do ano de 2019, o registo seja feito de forma gratuita, como ainda oferece o dispensador de sacos, com lanterna», muito prático e de tamanho adequado para andar sempre na mala.

Isso leva a que os donos dos cães também deixem de ter desculpas «para não apanhar os dejetos dos seus animais», quando os levam a passear à rua, diz o autarca.

A campanha da União de Freguesias tem ainda efeitos retroativos, uma vez que quem já fez o registo do seu animal, ou renovou a licença, desde 1 de Janeiro de 2019, pode dirigir-se à autarquia, com a documentação, para receber a sua oferta.

«Seja um dono responsável, tenha os papéis do seu canídeo em dia e ainda receba uma oferta»: é esta, em resumo, a mensagem que a União de Freguesias de Lagoa e Carvoeiro quer passar, não só através de folhetos que vai distribuir pelos fregueses, mas também através de outdoors, como o que já está colocado na rotunda da Fatacil, à beira da EN125, numa das principais entradas da cidade de Lagoa.

O dispensador: lá dentro coloca-se os sacos para apanhar os dejetos, a lanterna dá uma ajuda

Irene Paixão, uma portuguesa ativista da Carvoeiro Cat Charity, recorda que esta União de Freguesias foi pioneira, em 2014, a lançar a aldeia e a campanha para acolher, tratar e esterilizar os gatos de rua da Praia do Carvoeiro.

«Nesta freguesia, há 580 cães registados, mas na realidade há muitos mais por registar», explica o presidente Joaquim Paulo. E não basta colocar o microchip no animal. «A lei atual obriga a registar os cães e as multas são muito altas», avisa. A multa vai de 50 a 3740 euros, se o dono for uma pessoa singular, ou 44.890 euros, se for pessoa coletiva.

Irene Paixão salienta, por seu lado, que «com os gatos ainda não é obrigatório por lei fazer o seu registo, mas nós defendemos que também devia ser».

«O registo do canídeo é um ato único e nós até o estamos a fazer gratuitamente ao longo de 2019, além de oferecermos o tal dispensador de sacos com lanterna. O licenciamento do cão é que é anual, todos os anos se paga a licença. Mas o animal fica registado como cão com todos os direitos e deveres no concelho de Lagoa», conclui Joaquim João Paulo.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

 

Comentários

pub
pub