Companhia Olga Roriz revisita Ingmar Bergman em Loulé

Esta será a estreia do espetáculo no Sul de Portugal

A Companhia Olga Roriz leva, esta sexta-feira, 15 de Março, às 21h30, ao palco do Cine-Teatro Louletano a inquietante peça “A Meio da Noite”, de dança contemporânea, em absoluta estreia no Sul do país. Trata-se de uma revisitação do universo do realizador Ingmar Bergman numa celebração do seu nascimento e da sua obra.

Segundo a coreógrafa Olga Roriz, «o que é mais importante na vida do realizador é a comunicação que conseguimos com outros seres humanos: sem isso estaríamos mortos. A redenção, por vezes, aparenta ser o amor, mas sempre que as personagens parecem perceber isso, a luz é retirada do ecrã. Apesar de lhe interessar qualquer ser humano, seja homem ou mulher, Bergman não esconde gostar mais de trabalhar com mulheres, afirmando que são melhores atrizes, talvez porque têm uma relação mais aberta com a sua reflexão».

«A verdade é que as mulheres de Bergman não são um mito, elas existem em todo o seu esplendor e complexidade. As referências são esmagadoras, tanto na quantidade como na dificuldade de análise e interpretação de cada personagem. É nessa visão do realizador que nos inspirámos, nesses homens e mulheres assustadoramente reais, na solidão em luta constante com o interior», diz ainda Olga Roriz.

Assim, “A Meio da Noite”, sendo um espetáculo que se propõe abordar a temática existencialista do encenador e cineasta Ingmar Bergman, é, ao mesmo tempo, uma peça sobre o processo de criação numa procura incessante de si próprio e dos outros.

Sete intérpretes encontram-se para partilhar as suas pesquisas sobre a obra do realizador e criarem, coletiva ou individualmente, cenas que possam integrar um futuro espetáculo.

À volta de uma mesa/ilha fecham-se nos seus pensamentos, mergulhados nos computadores, nos livros, nos vídeos. Tudo nasce a partir daí: o som, a luz, as imagens, as ações e contradições, dramas, pesadelos e fantasmas. As camadas de representação acumulam-se, criando tramas dramatúrgicas onde se mistura a mentira com a verdade dos factos.

Por isso, “A Meio da Noite” é uma profunda homenagem a Ingmar Bergman, aos atores dos seus filmes e aos intérpretes desta Companhia.

O espetáculo tem uma duração aproximada de 120 minutos e destina-se a maiores de 12 anos. Cada bilhete custa 10 euros, valor que desce para 8 para maiores de 65 e menores de 30 anos, com Cartão de Amigo aplicável.

Os bilhetes podem ser comprados aqui.

Para mais informações e reservas os interessados podem contactar o Cine-Teatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça-feira a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email cinereservas@cm-loule.pt.

Além disso, podem consultar a sua página de Facebook aqui ou o seu website aqui.

Comentários

pub
pub