Fim de semana será de mais frio de Norte a Sul

Nos dias 11 e 12, ao frio vai juntar-se o vento, aumentando o desconforto térmico

A temperatura mínima irá descer a partir de amanhã, dia 10 de Janeiro, em todo o país, em especial no Norte e Centro. Mas o frio também irá apertar no Sul, segundo o previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com esta entidade, «a partir da madrugada de dia 10, prevê-se a substituição gradual de uma massa de ar polar, por uma massa de ar com caraterísticas de ar Ártico sobre Portugal continental, transportada do interior do continente Europeu».

Como consequência, a temperatura mínima deverá descer no dia 10 no interior Norte e Centro, especialmente na Beira Alta, onde, nas terras altas, as descidas poderão ser mesmo da ordem de 5 a 8°C.

Assim, os valores da temperatura mínima deverão variar genericamente entre 2 e 6°C, sendo inferiores no interior Norte e Centro, onde variarão aproximadamente entre -4 e 1°C.
No dia 11, a descida estender-se-á ao restante território (descidas da ordem de 2 a 4°C), mantendo-se os valores baixos pelo menos até dia 12, sábado.

O IPMA prevê também uma descida dos valores da temperatura máxima no dia 10, no interior Norte e Centro, e, no dia 11, em todo o território.

No dia 11, a temperatura máxima deverá variar aproximadamente entre 10 e 14°C, sendo inferior no nordeste transmontano e na Beira Alta, onde será inferior a 8°C, e ligeiramente superior em alguns locais do litoral Sul.

Além disso, prevê-se um aumento do desconforto térmico até sábado, dia 12, devido à intensificação do vento do quadrante leste, sobretudo nas terras altas, onde deverá soprar moderado a forte (até 50 km/h), e por vezes com rajadas até 65 km/h em especial no Norte e Centro e até meio da manhã.

Por causa deste aumento do desconforto térmico, causado pela combinação de baixas temperaturas com vento, o IPMA colocou os distritos do Sul – Faro, Beja e Évora – sob aviso amarelo, nos dias 11 e 12.

Prevê-se igualmente formação de geada, a chegar junto ao litoral.

No Algarve, e de acordo com as previsões do IPMA, a localidade sempre mais fria será Aljezur, cujas temperaturas andarão entre os 0 graus centígrados e os 19, amanhã, 3 a 16ºC no dia 11, e 0 e 16 no dia 12. Até 18 de Janeiro, a mínima andará sempre entre 0 e 2ºC em Aljezur, com a máxima pelos 17ºC.

Apesar de, na maioria dos dias, até não ter as temperaturas mais baixas da região, o IPMA prevê que na sexta-feira, dia 11, a mínima em Monchique seja negativa: -1ºC.

Também em Alcoutim, na outra ponta do Algarve, as temperaturas mínimas serão de 1ºC, amanhã e na sexta-feira, e de 2ºC no sábado. Até dia 18, andarão entre os 0 e os 3ºC. As máximas estarão à volta dos 15 a 17ºC.

Lagoa e Portimão também não terão dias nada quentes, com as mínimas entre 1 e 3ºC. Faro estará, ainda assim, um pouco menos frio, já que a sua mínima mais baixa será de 5ºC.

O IPMA refere que, desde o início de Janeiro, têm-se verificado noites frias, isto é, valores da temperatura mínima do ar inferiores aos valores médios e mesmo inferiores aos valores que só ocorrem em 10% dos casos (percentil 10).

No entanto, os dias até têm sido quentes, isto é, com valores de temperatura máxima superiores aos valores médios e mesmo superiores aos valores que só ocorrem em 10 % dos casos (percentil 90).

De 1 a 9 de Janeiro, em cerca de 50% das estações, registaram-se valores de temperatura mínima inferior a 0°C, tendo sido de forma consecutiva em algumas regiões do Norte e Centro.

Os menores valores da temperatura mínima, -7.0°C, registaram-se nos dias 5 e 6 de Janeiro, em Miranda do Douro e Chaves, respetivamente.

Por outro lado, os maiores valores da temperatura máxima registaram-se no dia 2, em Rio Maior (20.8°C) e, no dia 1, em Braga, (20.5°C).

Comentários

pub
pub