Bombeiros do Algarve continuam a enviar informação operacional ao CDOS

Federação dos Bombeiros do Algarve decidiu não aderir ao boicote em vigor

Os bombeiros do Algarve vão continuar a enviar informação operacional ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), contrariando o boicote implementado pela Liga dos Bombeiros Portugueses, desde sábado, em todo o país.

A Federação de Bombeiros do Algarve, que congrega todas as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários e Corpos de Bombeiros da região do Algarve, reuniu-se, na passada segunda-feira, no quartel dos Bombeiros de Albufeira, e decidiu que «por razões de ordem operacional e de organização distrital, não vai suspender a informação operacional ao respetivo CDOS».

No entanto, os bombeiros algarvios manifestam «apoio inequívoco às reivindicações da Liga dos Bombeiros Portugueses na defesa e dignificação da ação dos bombeiros e das respetivas entidades detentoras no sistema de proteção civil, e na organização da proteção e socorro em Portugal».

A Federação de Bombeiros do Algarve diz que «um estatuto de incentivo ao voluntariado efetivo, o financiamento adequado das entidades detentoras dos corpos de bombeiros, uma carreira profissional única, uma direção com autonomia financeira e um comando próprio são temas de grande relevância para a região e que a FBA quer ver discutidos e resolvidos».

Os bombeiros algarvios decidiram ainda «repudiar as declarações ofensivas proferidas pelo senhor ministro da Administração Interna, no dia 9 de Dezembro», realçando que «a Federação dos Bombeiros do Algarve reafirma a responsabilidade, a competência e a dádiva diária dos bombeiros portugueses na defesa de pessoas e bens».

O ministro Eduardo Cabrita tinha considerado que a decisão da Liga dos Bombeiros Portugueses «é absolutamente irresponsável e põe em causa a segurança dos portugueses».

Para resolver o diferendo, a Federação de Bombeiros do Algarve apela «ao diálogo entre o Ministério da Administração Interna e a Liga dos Bombeiros Portugueses, com o objetivo de melhorar o sistema e aumentar a eficiência na resposta às ocorrências, em razão do superior interesse da população».

Comentários

pub
pub