JSD/Algarve vai inaugurar mural de homenagem a todos os ex-presidentes

Esta é a última iniciativa de Carlos Gouveia Martins, enquanto presidente da JSD/Algarve

A JSD/Algarve vai inaugurar, no próximo dia 8 de Dezembro, na sede distrital de Faro do PSD, um mural de homenagem a todos os ex-presidentes desta juventude partidária desde a sua fundação na região, em 1978. 

Esta será a última iniciativa de Carlos Gouveia Martins, enquanto presidente da JSD/Algarve.

A fundação da JSD a nível nacional remonta a Junho de 1974, quando cerca de trinta jovens criaram o “Núcleo de Jovens do PPD”, liderados por António Rebelo de Sousa, que em poucos dias mudou de nome para JSD. A primeira Comissão Política Nacional da JSD é eleita em 31 de Maio de 1975.

Só quando a JSD passa a ser liderada por António Lacerda de Queiroz, segundo líder da JSD, em Dezembro de 1978, é que existe uma estruturação nacional com implementação de mais estruturas distritais e é nessa mesma altura que António Lacerda cria, no Algarve, a Distrital da JSD.

Vasco Grade torna-se o primeiro presidente da JSD/Algarve em Dezembro de 1978, ficando responsável por implementar a estrutura em todo o distrito de Faro, «conseguindo-o com sucesso e mantendo-se à frente da estrutura algarvia até 1982», diz a JSD.

Até agora, a JSD/Algarve teve 17 presidentes: Vasco Grade, Fernando Luís, Virgílio Callado, Maria João Carapeto, Álvaro Viegas, Octávio Escolástico, Rui Mateus, Joaquim Guerreiro, Fernando Viegas, Nuno Silva, Paulo Alentejano, Nuno Vaz Correia, Cristóvão Norte, Fábio Bota, Bruno Inácio, Eduardo Almeida e Carlos Gouveia Martins.

A Comissão Política Distrital atual da JSD/Algarve irá, então, assinalar os 40 anos da estrutura na região com uma simbólica inauguração do Mural “História da JSD/Algarve” que contará com os períodos temporais de cada mandato, funções nacionais que desempenharam e registo fotográfico de cada um dos 17 presidentes.

Para Carlos Gouveia Martins, «foi um trabalho hercúleo conseguirmos reunir durante este mandato todos os ex-presidentes, sentá-los finalmente à mesma mesa, partilhar memórias e crescer com os ensinamentos dos 17 homens e mulheres que deram muito pela região ao serviço da JSD ao longo destes 40 anos».

Por isso é um motivo de satisfação «saber que todos os próximos presidentes, dirigentes, militantes e simpatizantes da JSD no Algarve já não terão desculpa para não saber a nossa história.

«É uma felicidade enorme, mas, sobretudo, é o reconhecimento do muito trabalho que estes presidentes personificam em todas as mulheres e homens algarvios que os acompanharam nas suas equipas desde 1978», diz.

Esta será a última iniciativa de Carlos Gouveia Martins, enquanto presidente da JSD/Algarve, e o dirigente diz que, «sair com o assinalar dos 40 anos da JSD no Algarve, ao lado de todos os meus amigos e ex-presidentes da distrital da JSD, é a melhor forma de me despedir desta família em que vivo há 18 anos consecutivos».

Comentários

pub
pub