“Dos Sabores da Cultura” convidam fundador da Brigada Victor Jara para conversa em Loulé

“Zé Maria” vive no concelho de Loulé

José Maria Vaz de Almeida, mais conhecido por “Zé Maria” e um dos fundadores da Brigada Victor Jara, é o próximo convidado da rubrica “Dos Sabores da Cultura” a realizar-se no dia 22 de Novembro, às 21h00, no Cine-Teatro Louletano, em Loulé. 

A ideia é «conhecer o homem, o cidadão, mas também o músico que é “Zé Maria” num ambiente por norma informal e intimista, descontraído e com o convidado e o público juntos em palco», diz a Câmara de Loulé.

«Trata-se de um espaço por excelência onde os prazeres do corpo (neste caso da gastronomia local) se juntam aos prazeres do espírito (música) e onde acontece sempre uma noite envolvente com muitas “estórias” e acordes, entre familiares, amigos e admiradores», acrescenta.

“Zé Maria” é um dos fundadores, em 1975, da Brigada Victor Jara, e continua até hoje com o seu percurso artístico muito marcado pela música tradicional portuguesa e de intervenção.

O convidado é natural de Viseu e estudou na Universidade de Coimbra, onde conheceu os restantes jovens companheiros que em 1975 criaram a Brigada, a saber: Né Ladeiras, Jorge Seabra, Amílcar Cardoso, Jorge Santos, João Ferreira e Joaquim Caixeiro. Em 1977, seria editado o primeiro disco do projeto, intitulado “Eito Fora – Cantares Regionais”, que marcou um novo tempo na música urbana inspirada nas sonoridades tradicionais.

Depois de cinco anos como membro do grupo, a partir dos anos 80 José Maria Vaz de Almeida inicia o seu percurso como professor do 1.º ciclo e mais tarde como docente da disciplina de Educação Visual em várias zonas do país, conciliando-o com o de músico e animador nos tempos livres.

A partir de 1985 vem viver para o concelho de Loulé e durante mais de 20 anos leciona na freguesia de Salir onde se efetiva como professor. Mesmo depois de aposentado, a sua veia musical continua viva, sendo variadas as suas referências e influências artísticas, onde José Afonso, Fausto, Adriano Correia de Oliveira e Sérgio Godinho ocupam um lugar muito especial.

O encontro tem uma duração aproximada de 120 minutos e dirige-se a maiores de 6 anos, sendo que a entrada é gratuita.

Para mais informações os interessados podem contactar o Cine-Teatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça-feira a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email cinereservas@cm-loule.pt.

Além disso, podem consultar a sua página de Facebook ou o seu renovado website, ambos em permanente atualização.

O Cine-Teatro Louletano é uma estrutura cultural no domínio das artes performativas da Câmara Municipal de Loulé e está integrado na Rede Azul – Rede de Teatros do Algarve e na Rede 5 Sentidos.

Comentários

pub