Biblioteca de Odemira assinala 20 anos do Nobel a Saramago com teatro, tertúlia e feira do livro

José Saramago é o patrono da Biblioteca Municipal de Odemira, tendo marcado presença do dia da sua inauguração, a 5 de Setembro de 2000

Teatro, uma tertúlia literária e uma feira do livro são iniciativas com que a Biblioteca Municipal de Odemira vai celebrar os 20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago. 

O escritor português é o patrono da biblioteca, dado-lhe nome, e daí esta homenagem.

Entre os dias 10 e 30 de Novembro, a Biblioteca recebe a “Feira do Livro Saramago”, com a colaboração da Porto Editora, disponibilizando para venda a obra completa de José Saramago, com destaque para o mais recente livro “Último caderno de Lanzarote”, editado em Outubro de 2018.

No dia 23 de Novembro, às 14h00, será apresentada ao público escolar a peça “O Lagarto”, pelo Teatro do Elefante.

Já no dia 24, às 15h00, está agendado o espetáculo teatral “Lado B – Levantei-me do chão”, pelo coletivo de criação AL.GU.RES e com criação de Carlos Marques, a partir da obra “Levantado do Chão” de José Saramago.

Também no mesmo dia, mas às 16h00, terá início a tertúlia “O Nobel Saramago”, dinamizada pela ASSESTA – Associação de Escritores do Alentejo. A sessão contará com a participação dos escritores Mário Sousa, Mário Rodriguez, Gilda Encarnação e Luís Contente. A última atividade está marcada para o dia 29, às 14h00, com a Oficina do Silêncio, por Marina Palácio, numa sessão para público escolar.

Autor de mais de 40 títulos, José Saramago nasceu em 1922, na aldeia de Azinhaga, Ribatejo. Em 1947 publicou o seu primeiro livro, “Terra do Pecado”.

Até 2010, ano da sua morte, construiu uma obra incontornável na literatura portuguesa e universal. Entre outras distinções, recebeu o Prémio Camões em 1995 e o Prémio Nobel de Literatura em 1998. José Saramago é o patrono da Bibliotecas Municipal de Odemira, tendo marcado presença do dia da sua inauguração, a 5 de Setembro de 2000.

Comentários

pub
pub