Bloco de Esquerda preocupado com falta de habitação social em Tavira

Bloquistas dizem que Câmara de Tavira está a demonstrar «apatia e desinteresse pelas necessidades dos tavirenses»

Foto: Fabiana Saboya|Sul Informação

O Bloco de Esquerda está preocupado com a falta de habitação social em Tavira e «exige da Câmara Municipal uma rápida alteração da dinâmica social». Segundo os bloquistas, «desde 2009 que não se constrói habitação social/custos controlados no concelho».

Em comunicado, o Bloco de Esquerda de Tavira insiste «na necessidade urgente da criação de habitação social/custos controlados», devido «ao preocupante número de pedidos de habitação social revelado pelo último relatório social».

De acordo com o relatório, citado pelo BE, foram feitos 1384 pedidos dos quais apenas 662 são válidos de acordo com os critérios vigentes.

O Bloco de Esquerda lembra que, no mês de Abril, «fez aprovar, em Assembleia Municipal, uma moção relativa à urgente criação de Habitação Social/Custos controlados e à implementação de medidas de apoio municipal ao arrendamento».

No entanto, «passados seis meses, o atual executivo municipal do Partido Socialista, inexplicavelmente, ainda não avançou com qualquer medida neste âmbito, prejudicando de várias formas a qualidade de vida de milhares de tavirenses e não acompanhando mesmo a política do Governo que, com o novo decreto-lei nº 37/2018 de 4 de Junho, procura promover programas de apoio ao acesso à habitação».

O BE/Tavira considera ainda «inaceitável a apatia e desinteresse pelas necessidades dos tavirenses» e que a «necessidade de habitação acessível por parte dos tavirenses não se compadece com o entorpecimento do atual executivo municipal, que perante esta gritante realidade, permanece estático».

Comentários

pub
pub