Ministra do Mar acompanha libertação de 4 meros nos ilhotes do Martinhal em Sagres

Segundo a FPAS, a iniciativa que visa «promover o equilíbrio ecológico e o desenvolvimento de espécies»

Quatro meros foram na sexta-feira à tarde, 7 de Setembro, libertados junto aos ilhotes do Martinhal, em Sagres, numa ação promovida pela Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas (FPAS), em parceria com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), ​no âmbito da abertura do Campeonato do Mundo de Pesca Submarina, que termina hoje naquela vila algarvia.

Segundo a FPAS, a iniciativa que visa «promover o equilíbrio ecológico e o desenvolvimento de espécies».

A libertação dos meros foi acompanhada de perto pela ministra do Mar Ana Paula Vitorino e pelos secretários de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, e das Pescas, José Apolinário.

A operação foi ainda acompanhada pela lancha de fiscalização «Hidra», da Marinha Portuguesa, onde os meros foram transportados.

Na sua deslocação a Sagres, a ministra do Mar foi abordada por membros do grupo informal “Stop Petróleo Vila do Bispo”, que contesta o previsto furo de prospeção de hidrocarbonetos ao largo da Costa Vicentina. Os manifestantes entregaram a Ana Paula Vitorino um documento onde os signatários a despediam das suas funções de ministra do Mar, visto que, na sua opinião, «não tem sabido honrar» tal cargo.

Os ilhotes do Martinhal, situados frente à praia do mesmo nome e a curta distância do porto da Baleeira, são uma zona de reserva marinha do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, onde está interdita a pesca lúdica, desportiva ou comercial em todas as suas modalidades.

O mero (cujo nome científico é Epinephelus marginatus) é um peixe muito dócil, cujo número tem vindo a diminuir nos mares. Para que volte a habitar as águas do Algarve, não só com fins ecológicos, mas também turísticos, uma vez que este é um dos animais preferidos dos mergulhadores, que chegam a fazer centenas de quilómetros para ter a oportunidade de encontrá-los, o IPMA tem procedido à libertação regular de exemplares na natureza, produzidos e criados na sua Estação Piloto de Piscicultura de Olhão (EPPO).

A ministra e os dois secretários de Estado, bem como o presidente da Câmara de Vila do Bispo, presidiram depois à abertura oficial do XXXI Campeonato do Mundo Pesca Submarina, que termina este domingo em Sagres, com a presença de 23 seleções e mais de 300 atletas vindos de todo o mundo.

Vídeo (Créditos: FPAS):

Acabam de ser libertados ao largo da Ilha do Martinhal 4 exemplares da espécie Mero. A iniciativa que visa promover o equilíbrio ecológico e o desenvolvimento de espécies, foi acompanha de perto pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, pelo Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, e pelo Secretario de Estado das Pescas, José Apolinário. Segue-se a Cerimonia de Abertura oficial do XXXI Campeonato do Mundo Pesca Submarina que decorre em Sagres até ao próximo domingo, dia 9.#campeonatodomundo #pescasubmarina #sagres2018

Publicado por Federação Portuguesa de Actividades Subaquáticas em Sexta-feira, 7 de Setembro de 2018

 

 

 

Comentários

pub
pub