PDR2020 abre linha de apoio para a produção de citrinos

Esta linha de apoio surge depois de ter sido detetada psila africana em algumas zonas do país

As candidaturas aos apoios europeus a investimentos em viveiros para a produção de plantas de citrinos ou outras rutáceas  podem ser apresentadas até dia 31 de Agosto.

Esta linha de apoio é aberta na sequência da «deteção de Trioza erytreae, também conhecida por psila africana, em algumas zonas do país» e devido «ao alargamento progressivo da zona infestada por este inseto e face à nova legislação em vigor», lê-se no anúncio de abertura das candidaturas.

Assim, as candidaturas deverão «reforçar a viabilidade dos viveiros agrícolas existentes, promovendo a inovação, a capacitação organizacional e a reconversão das empresas» e  «preservar e melhorar o ambiente, assegurando a compatibilidade dos investimentos com as normas de proteção e controlo fitossanitário em vigor».

Também se podem pedir apoios para a produção de plantas da família das Rutáceas (onde se incluem os citrinos) «em local com proteção física completa relativa à Trioza erytreae».

Mais informações sobre este procedimento podem ser obtidas no site do PDR2020.

Comentários

pub
pub