Conferência em Lagos debate “O Furo que ninguém quer!”

Lagos recebe no dia 29 de Junho, a partir das 17h00, a conferência “O Furo que ninguém quer!”, «que se […]

Lagos recebe no dia 29 de Junho, a partir das 17h00, a conferência “O Furo que ninguém quer!”, «que se constitui como mais uma forma de luta, reiterando a frontal oposição à prospeção e exploração de petróleo no Algarve.

A conferência, promovida pela Associação de Municípios Terras do Infante (Lagos, Vila do Bispo e Aljezur), realiza-se no Auditório dos Paços do Concelho Séc. XXI.

A abertura do evento será assegurada por Joaquina Matos, presidente do Conselho Diretivo da Associação Terras do Infante e presidente da Câmara Municipal de Lagos.

Nesta conferência vão participar Pedro Matos Soares e João Camargo, ambos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Pedro Matos Soares é investigador principal no Instituto Dom Luiz (IDL) e professor convidado no Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia. O seu doutoramento em Física versou sobre a turbulência e nuvens em modelos atmosféricos. Na última década focou o seu esforço de pesquisa na modelação climática e nas alterações climáticas liderando, atualmente, o grupo de investigação “Alterações climáticas, processos na atmosfera-terra-oceano e extremos” do IDL.

João Camargo, licenciado em Engenharia Zoo Técnica, mestre em Engenharia do Ambiente, está a concluir o doutoramento em alterações climáticas e politicas de desenvolvimento sustentável, na Universidade de Lisboa. Foi professor de Química e Botânica na Universidade Lúrio, em Moçambique, e trabalhou de 2011 a 2015 na Liga para a Protecção da Natureza.

Ativista pela justiça climática no movimento Climáximo, é autor dos livros “Que se lixe a Troika”, (2013), “Manual de Combate às Alterações Climáticas” (2018) e “Portugal em Chamas – Como Resgatar as Florestas” (2018).

A conferência, de entrada livre, «constitui-se como mais uma forma de luta, reiterando a frontal oposição à prospeção e exploração de petróleo no Algarve, muito particularmente ao anunciado “furo” em deep offshore, ao largo de Aljezur.

Comentários

pub
pub