Ministério da Administração Interna assina protocolo com Associação Safe Communities para aumentar segurança dos estrangeiros no Algarve

Por Elisabete Rodrigues • 27 de Abril de 2018 - 9:30

Desenvolver o website da Associação Safe Communities Portugal para fornecer conselhos aos turistas estrangeiros no Algarve, produzir e distribuir panfletos informativos, bem como fornecer conteúdos informativos para elaborar suportes comunicacionais, no âmbito de ações de prevenção da criminalidade para estrangeiros, e ainda organizar quatro colóquios sobre esses temas.

Estas são as quatro áreas do Protocolo de Colaboração, assinado ontem, em Lagoa, pela secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna e pelo presidente da Associação Safe Communities Portugal.

David Thomas, presidente desta associação e ele próprio um britânico reformado a viver no Algarve, disse ao Sul Informação que «o Algarve é uma região relativamente segura. De facto, Portugal tem das mais baixas taxas de criminalidade da Europa. Mas há ainda pequenos crimes e precisamos de educar as pessoas para terem mais cuidado com os seus bens». Ou seja, «o Algarve é um local muito seguro, mas há sempre mais a fazer para o tornar ainda mais seguro».

Por seu lado, a secretária de Estado Isabel Oneto disse ao nosso jornal que o objetivo «é ter entidades que estão integradas regionalmente e que nos ajudem relativamente às políticas de prevenção e segurança», nos dois sentidos em inglês de security e safety, ou seja, segurança e proteção civil.

«O que nós pedimos à associação, que tem uma forte implementação junto da comunidade estrangeira, não só a residente no Algarve, como a que nos visita, é que usem o seu site para dar conselhos aos turistas e aos residentes estrangeiros», acrescentou a governante.

David Thomas, um antigo comissário-assistente da polícia de Hong Kong e consultor da Interpol e da agência das Nações Unidas para a Droga e o Crime, explicou ainda: «com este protocolo, poderemos dar mais destaque e mais divulgação a estas questões da segurança e da proteção civil, encorajando as pessoas a seguiram conselhos simples para aumentar a sua segurança».

«Faremos isso melhorando a comunicação, trabalhando com o Ministério da Administração Interna e com as Forças de Segurança, vendo a melhor forma de comunicar com os turistas, de modo a tornar a sua estadia no Algarve e no país, mais segura», disse ainda o presidente da Safe Communities.

Mas, segundo a secretária de Estado Isabel Oneto, apesar do protocolo falar sobretudo em prevenção da criminalidade, questões de proteção civil poderão também ser objeto do trabalho da associação: «imagine uma situação de insegurança na arriba de uma praia. Podemos colocar essa informação no site da Safe Communities».

A iniciativa passa igualmente por «promover colóquios com a comunidade estrangeira residente no sentido de saber o que é que mais os preocupa», bem como estabelecer «uma maior interação entre a associação e o Ministério da Administração Interna, no sentido de articularmos ações dirigidas à nossa comunidade estrangeira».

David Thomas, nas suas declarações ao Sul Informação, salientou também a importância da «colaboração com a PSP, GNR, SEF, AMN, ANPC, ASAE, Municípios», já que, «trabalhando de muito perto com estas entidades ,é mais fácil termos acesso à informação, divulgando-a depois».

Mas não são só os estrangeiros que seguem com atenção o trabalho da Safe Communities: «a associação é para todos. O que fazemos está disponível para todos, estrangeiros ou não. No Facebook, muitos dos nossos seguidores são mesmo portugueses», recordou.

No entanto, é certo que a atividade da associação se dirige em especial aos estrangeiros, residentes ou visitantes. O site já apresenta informação em dez línguas, incluindo chinês e russo.

E a atividade da associação, que começou por ser apenas no Algarve, já se estendeu a Lisboa e à Madeira.

O site da Associação Safe Communities Portugal pode ser acedido clicando aqui, enquanto a sua página de Facebook pode ser seguida aqui.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

Mais detalhes em: https://www.sulinformacao.pt/2018/04/ministerio-da-administracao-interna-assina-protocolo-com-associacao-safe-communities-para-aumentar-seguranca-dos-estrangeiros-no-algarve/