Elisabete Maisão dá workshop de fotografia documental em Faro

Um workshop de fotografia documental, dado por Elisabete Maisão, decorre de 27 a 29 de Abril, no CAPa (Centro de […]

Um workshop de fotografia documental, dado por Elisabete Maisão, decorre de 27 a 29 de Abril, no CAPa (Centro de Artes Performativas do Algarve), em Faro. 

Neste workshop, vão ser analisados  trabalhos de autores pertinentes na área da fotografia documental. Também se vai aprender como desenvolver projetos próprios.

Além da técnica e estética fotográfica, será explorada a logística do trabalho de campo, a pesquisa prévia sobre a cultura do local, aspetos éticos na abordagem de estranhos que se pretende fotografar e a responsabilidade social e respeito imagético dos intervenientes na imagem.

Em termos de dispositivos fotográficos, o workshop vai explicar como selecionar o dispositivo adequado a cada identidade fotográfica e como organizar um portefólio pessoal e meios a utilizar para a divulgação
dos trabalhos produzidos.

De acordo com os seus interesses, cada aluno será incentivado a desenvolver um projeto pessoal que será depois analisado.

Elisabete Maisão (Lisboa) é fotógrafa e ativista. Iniciou a sua carreira na fotografia trabalhando em revistas e eventos de moda e, em 2006, abriu o seu próprio estúdio, o “Nouvelle Photo”.

Em 2008, mudou-se para Amesterdão, onde trabalhou no “EYE – Film Institute of Nederlands” e estabeleceu-se como freelancer, continuando a dar formação em fotografia. Em 2011, inaugurou uma nova fase de trabalho, viajando e documentando o dia a dia de diferentes culturas, trabalho esse que resultou no seu primeiro livro , “Turning the wheels – Nepal”.

No final de 2012 trabalhou como fotojornalista no Rio de Janeiro. Integrou a equipa da Magnum, assistindo o fotógrafo David Alan Harvey no projeto “Offside Brazil”, durante a Copa do Mundo de 2014.

De volta à Europa envolveu-se com o grande tema: “a crise dos refugiados”. Entre 2015 e 2016 percorreu inúmeros campos de refugiados da Europa e do Médio Oriente, trabalhando como fotógrafa e voluntária. No Líbano orientou workshops de fotografia para crianças, o que esteve na origem do projeto “Hopen”.

Em 2017, de volta ao Rio de Janeiro, realizou uma residência artística na Casa Rio, que resultou na exposição “Na Rota dos Refugiados” e levou-a a desenvolver o projeto “Hopen”, em Roraima, com refugiados indígenas provindos da Venezuela. Foi a artista convidada da 11ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos, onde expôs o resultado dessa viagem sob o título “Lugares de Refúgio”.

Este workshop tem um custo de 20 euros. O equipamento necessário é uma câmara fotográfica analógica, digital, amadora ou profissional, ou mesmo um telemóvel.

As inscrições estão abertas até 25 de Abril e podem ser feitas enviando um e-mail para devir-capa@devir-capa.com, com indicação do nome, idade, contacto telefónico.

O workshop decorre no dia 27, sexta-feira, das 19h00 às 22h00, e nos dias 28 e 29, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30.

Comentários

pub