Portimonense goleia Rio Ave com hat-trick de Fabrício

O Portimonense ganhou por 4-1 ao Rio Ave, em jogo da 20ª jornada da I Liga, disputado esta segunda-feira, 29 […]

O Portimonense ganhou por 4-1 ao Rio Ave, em jogo da 20ª jornada da I Liga, disputado esta segunda-feira, 29 de Janeiro. Fabrício foi o herói dos algarvios, ao marcar um hat-trick que ajudou a equipa de Vítor Oliveira a regressar às vitórias, após uma série de sete jogos sem vencer na competição. 

O Portimonense não poderia pedir melhor entrada em jogo. Logo aos 2 minutos, houve festa nas bancadas. Após um contra ataque rápido, Nakajima rematou à baliza e Rui Vieira, guarda-redes do Rio Ave, defendeu para a frente. Fabrício estava na área e não fez rogado: depois de uma primeira recarga defendida, rematou para o 1-0.

Num início de jogo repleto de incidências, aos 6 minutos surgiu a primeira contrariedade para a equipa de Vítor Oliveira. O central Jadson saiu lesionado, dando lugar a Felipe Macedo.

O Rio Ave até ia dominando o jogo, com mais posse de bola, mas o Portimonense soube aproveitar as oportunidades. Fabrício esteve de pé quente e demonstrou-o, pela segunda vez, aos 15 minutos de jogo.

Ainda longe da área, o avançado brasileiro colocou a bola a jeito do seu pé direito e rematou para o fundo da baliza, fazendo um grande golo.

Apesar da desvantagem, a equipa forasteira manteve uma maior posse de bola, mas os jogos de futebol ganham-se.. com golos. E nesse capítulo o Portimonense esteve irrepreensível.

Aos 30 minutos, Nakajima ampliou a vantagem para 3-0. Fabrício passou a bola para o japonês que, já dentro da área, rematou colocado ao poste. Nem o adepto portimonense mais otimista esperaria que, à passagem da meia hora, a equipa estaria a bater por 3-0 o Rio Ave…

Os comandados de Miguel Cardoso tiveram a melhor oportunidade de golo, aos 42 minutos, nos pés de João Novais. O jogador português surgiu desmarcado na grande área, fintou Ricardo Ferreira, mas não conseguiu marcar, rematando ao lado.

Um minuto depois, o Portimonense podia ter feito o 4-0, mas, de cabeça, o pequenino Nakajima não conseguiu acertar com a baliza.

Se na primeira parte tinha sido a equipa de Portimão a entrar a todo o gás, na etapa complementar foi o Rio Ave a marcar logo no início, aos 50.

João Novais bateu um livre, com a bola a bater em Rúben Fernandes já dentro da área. O lance foi duvidoso e Hugo Miguel consultou o vídeo árbitro, antes de apitar penálti. Na conversão, Pelé não falhou. A bola ainda bateu no poste, mas só parou no fundo das redes.

O Portimonense ia apresentando menor fulgor ofensivo na segunda parte, mas o Rio Ave também não conseguia ter grandes oportunidades para fazer o 3-2.

Vítor Oliveira aproveitou para estrear dois reforços. Galeno entrou aos 63 minutos, substituindo Tabata, e Fede Varela, que foi a jogo aos 80, para o lugar de Nakajima.

E acabou por ser Galeno a estar envolvido no lance do quarto golo. O extremo sofreu uma falta dentro da área e Hugo Miguel não hesitou em apontar para a marca de grande penalidade.

Fabrício assumiu a responsabilidade e não falhou. Bola para um lado, guarda-redes para o outro e hat-trick para o brasileiro. O resultado estava selado: 4-1 para o Portimonense.

Os algarvios têm agora 21 pontos conquistados e ocupam, à condição, o 11º lugar.

 

Fotos: Nelson Inácio | Sul Informação

Comentários

pub
pub