Buscas por inglês que desapareceu na Culatra limitadas às saídas de rotina

Ainda não há qualquer pista sobre o paradeiro do cidadão inglês que desapareceu de um iate fundeado na Ria Formosa, […]

Ainda não há qualquer pista sobre o paradeiro do cidadão inglês que desapareceu de um iate fundeado na Ria Formosa, junto à Ilha da Culatra, no dia 26 de Dezembro. A Autoridade Marítima Nacional (AMN) montou uma operação para encontrar o homem, que não teve «qualquer resultado positivo» até ontem, terça-feira, e irá agora limitar as buscas às saídas de rotina dos seus elementos.

As operações de busca começaram no dia 28 de Dezembro, depois de dois dias em que o tripulante do iate “Kleen Breeze” não deu sinais de vida.

Desde então, foram realizadas buscas direcionadas na Ria Formosa. Nos próximos dias, anunciou a AMN, elementos do Comando-local da Polícia Marítima e da Estação Salva-vidas de Olhão vão continuar a procurar o homem, mas apenas «durante as saídas de rotina ou noutro tipo de operações».

«A Autoridade Marítima continuará atenta a eventuais sinais sobre este assunto e em alerta», asseguram.

Comentários

pub
pub