Blogue “Lugar ao Sul” distingue professor João Guerreiro como a personalidade algarvia de 2017

O blogue “Lugar ao Sul” vai distinguir, no próximo dia 5 de Fevereiro, o professor doutor João Guerreiro como personalidade […]

O blogue “Lugar ao Sul” vai distinguir, no próximo dia 5 de Fevereiro, o professor doutor João Guerreiro como personalidade algarvia do ano de 2017.

O blogue “Lugar ao Sul” foi iniciado em Outubro de 2016, idealizado como «plataforma de reflexão e opinião plural em torno do Algarve e dos temas que interessam e afectam a região, de forma a contribuir para o aumento da massa crítica». Este blogue é, desde o ano passado, parceiro do Sul Informação.

Os membros do blogue decidiram, este ano, «instituir uma distinção que simbolicamente preste homenagem e agradecimento a uma personalidade algarvia que, dentro desse mesmo espírito, se tenha destacado no ano transato, contribuindo para o prestígio do Algarve, enquanto região e no contexto do seu contributo para o País».

A personalidade eleita relativamente ao ano de 2017 é João Guerreiro.

A cerimónia pública decorrerá no Salão Nobre da Câmara Municipal de Tavira, a partir das 18 horas do próximo dia 5 de Fevereiro, numa organização do Lugar ao Sul, que conta com a colaboração do Município de Tavira.

João Guerreiro é «uma pessoa que desde há muitos anos luta pela valorização e projeção do Algarve, afirmando constantemente a necessidade de um projeto estratégico que agregue, organize e dinamize a região», «não apenas através do trabalho realizado nos diversos cargos de responsabilidade que ocupou no passado, desde a presidência da então Comissão de Coordenação Regional do Algarve à Reitoria da Universidade do Algarve, mas também pelo seu pensamento e ação enquanto cidadão», recordam os responsáveis pelo “Lugar ao Sul”.

Em 2017, na sequência dos dramáticos fogos da zona de Pedrógão e também dos incêndios de Outubro, «foi a pessoa a quem foi atribuída a missão de coordenação da Comissão Técnica Independente responsável pelo apuramento das causas das tragédias e também pela elaboração de propostas para o futuro da organização institucional, territorial e operacional do País».

«Este inequívoco reconhecimento a nível nacional da capacidade e competência do professor  João Guerreiro constitui uma nota de prestígio para o Algarve, e também mote para uma reflexão interna, pois é de uma das regiões mais carenciadas ao nível do ordenamento e competitividade territorial que é escolhida a pessoa a quem incumbe uma das mais profundas e graves tarefas nesse capítulo, quando as suas ideias nem sempre têm a merecida e devida atenção a Sul», concluem.

Comentários

pub
pub