Ciclo de conversas começa a discutir “O Algarve, Portugal e o Futuro” a 29 de Novembro

A primeira sessão do ciclo de conversas “O Algarve, Portugal e o Futuro” realiza-se no dia 29 de Novembro, às […]

A primeira sessão do ciclo de conversas “O Algarve, Portugal e o Futuro” realiza-se no dia 29 de Novembro, às 21h00, no anfiteatro da Escola Secundária João de Deus, em Faro. 

“Território e identidade: Desafios para o século XXI” é o mote para a primeira sessão.

Os convidados vão ser Adriano Moreira, advogado, professor universitário e histórico dirigente do CDS, Guilherme d’ Oliveira Martins, administrador executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, João Guerreiro, antigo reitor da Universidade do Algarve, Paulo Teixeira Pinto, responsável pela criação do Museu Zero, em Santa Catarina da Fonte do Bispo (Tavira), e Idálio Revez, jornalista do Público.

O desafio é «refletir sobre o Algarve e Portugal numa perspetiva de futuro», assim como «ensaiar novas visões e ousar perspetivas e ideias positivas», diz a organização.

Aliás, a necessidade de refletir sobre o Algarve e criar pensamento crítico que possa ser usado para a construção de uma ideia, ou desígnio, para a região é um dos aspetos centrais do programa que colocará em confronto visões e ideias sobre temas cruciais como a economia, educação, ambiente, cidades e cultura.

A segunda sessão, a realizar-se no dia 26 de Janeiro de 2018, terá a economia como tema central e António Rebelo de Sousa, André Jordan e Vítor Neto como convidados.

A ocasião servirá para apresentar o livro “O Algarve em Números”, um estudo económico realizado por António Rebelo de Sousa para a Sul, Sol e Sal.

Este ciclo de conversas é promovido pela editora Sul, Sol e Sal e o Rotary Club de Faro.

 

Comentários

pub
pub