Biblioteca de Olhão mostra trabalhos de utentes da Associação de Saúde Mental do Algarve

A Galeria da Biblioteca Municipal José Mariano Gago, em Olhão, recebe entre hoje, dia 10, e o dia 28 de […]

A Galeria da Biblioteca Municipal José Mariano Gago, em Olhão, recebe entre hoje, dia 10, e o dia 28 de Outubro, uma exposição intitulada “Relíquias do Sotavento”, composta por trabalhos desenvolvidos por utentes da ASMAL – Associação de Saúde Mental do Algarve.

A iniciativa insere-se no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental, que se assinala esta terça-feira e «apresenta uma seleção de elementos que integram o património histórico e natural do sotavento algarvio», adianta a Câmara de Olhão.

A mostra «inclui a recriação de apontamentos de arquitetura local, assim como espécies representativas da flora e da fauna regionais. Os utentes desta valência criaram peças em pintura, tapeçaria e técnicas mistas», acrescenta a autarquia.

O Dia Mundial da Saúde Mental, explica a Câmara, «visa chamar a atenção para a questão da saúde mental global, e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticas ou socioeconómicas. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos do dia. Esta data foi criada em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental».

Um estudo da Direção Geral de Saúde mostra que Portugal lidera a lista dos países europeus com maior número de casos de perturbações mentais. Os mais afetados são as mulheres e as pessoas com menos educação e dinheiro.

A ASMAL é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, fundada em Janeiro de 1991, com sede em Loulé.

A associação tem como principais objetivos promover a saúde mental em todas as fases da vida, oferecer maior diversidade e qualidade nos serviços prestados aos clientes, aprofundar o trabalho em parceria e as redes sociais e colaborar para a desmitificação social da doença mental.

Comentários

pub
pub