Primeiro Festival «Escritas do Sul» invade Almodôvar com a festa da Língua Portuguesa

Conferências, mesas-redondas, oficinas, residências e performances artísticas, concertos, teatro, conversas com escritores, mostra de literatura lusófona, apresentação de livros, sessões […]

Festival «Escritas do Sul»Conferências, mesas-redondas, oficinas, residências e performances artísticas, concertos, teatro, conversas com escritores, mostra de literatura lusófona, apresentação de livros, sessões de contos são os ingredientes principais da primeira edição do Festival «Escritas do Sul», que decorre de 5 a 9 de Outubro, em Almodôvar.

Aquela que pretende ser uma «Festa da Língua Portuguesa» vai trazer, ao longo de cinco dias, «algo de inovador à nossa região, celebrando a nossa língua nas suas mais diversas expressões e vertentes», explica a Câmara Municipal de Almodôvar que promove este festival literário.

A autarquia deste Município do Baixo Alentejo apresenta o «Escritas do Sul» como «um festival “inclusivo”, pois a camada da população que tenha dificuldades auditivas, visuais ou motoras será alvo de atenção especial».

É que as atividades que se irão realizar, «serão acompanhadas de interpretação audiodescritiva e visual».

Também as acessibilidades aos edifícios públicos, por pessoas com mobilidade reduzida, serão asseguradas, já que o Município de Almodôvar «pretende que todos, sem exceção, sejam incluídos nesta autêntica maratona cultural que iremos promover».

 

Almodôvar_04

E porquê um festival destes numa localidade do interior alentejano? «Faz todo o sentido a realização deste festival em Almodôvar, pois o evento celebra, ao mesmo tempo, a importância que a Escrita tem no nosso território desde há 2500 anos, nomeadamente a “Escrita do Sudoeste”», explica a autarquia.

O programa inclui a apresentação de livros, começando no dia 6, às 17h00, com a apresentação de «Diogo Piçarra Em Pessoa», a que se segue, meia hora depois, «Crónicas de uma Travessia», de Luís Cardoso de Noronha. No dia 9, será a vez de Pedro Chagas Freitas apresentar «Prometo Perder». Todos estes lançamentos de livros terão lugar no adro do renovado Convento de Nossa Senhora da Conceição.

Mas o programa do Festival «Escritas do Sul» inclui ainda concertos, todos de entrada gratuita e marcados para a Praça da República, que começam logo na abertura do Festival, a 5 de Outubro, feriado nacional, às 17h30, com os Black Mamba.

No dia 6 (22h00), chegam os Capitão Fausto, a 7 (22h00), João Gil convida Quinteto de Lisboa, Stewart Sukura e Nancy Vieira.

 

Almodôvar_08

No dia 8, no Museu da Escrita do Sudoeste (19h30), atuam Rui Santana e Filipe Pilar, para as 22h00 ser a vez dos Deolinda.

No último dia do Festival, às 18h30 haverá Cante Alentejano em fusão com a Pop, e às 21h30, sobe ao palco Marco Rodrigues.

As sessões de contos infanto-juvenis estão marcadas para os dias 6 e 9, sempre às 10h00, na Biblioteca Municipal e terão a participação da Associação Trequelareque, Lénia Santos e Olinda Beja.

No dia 7, às 21h00, na Praça da República, haverá uma «Conversa Improvável», entre o escritor Luís Cardoso de Noronha e o diretor-geral de Saúde Francisco George.

A organização do Festival «Escritas do Sul» é da Câmara Municipal de Almodôvar e as entradas são livres, até nos concertos. O projeto é cofinanciado pelo Alentejo 2020, Portugal 2020 e pela União Europeia – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Comentários

pub
pub