“Makers” do Algarve brillharam na Maker Faire Lisbon 2016

Cinco makers com ligação à Universidade do Algarve foram distinguidos com o galardão “Maker of Merit” na terceira edição da […]

UAlg

Cinco makers com ligação à Universidade do Algarve foram distinguidos com o galardão “Maker of Merit” na terceira edição da Maker Faire Lisbon, que se realizou nos dias 25 e 26 de Junho, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. Além destes, outros três algarvios  foram premiados no evento.

Luís Carlos, mestre em Engenharia Elétrica e Eletrónica, levou à feira os seus robôs humanóides inMoov e Rapiro e um modelo à escala real da dançarina Sonoya Mizuno, figura principal do vídeoclip “Wide Open” dos Chemical Brothers. Este último, que resultou de uma colaboração com a produtora The Mill, «foi um dos projetos que mais destaque teve nesta edição do evento», segundo conta a Universidade do Algarve.

inMoovs e Wide Open
inMoovs e Wide Open

Aldric Négrier, mestre em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações e responsável da RepRapAlgarve, empresa incubada no Centro Empresarial do Campus de Gambelas da UAlg, também apresentou um robô humanóide inMoov, a impressora Vulcanus Max e a RGB Steel, primeira impressora 3D a cores produzida em Portugal.

João Duarte e Gonçalo Pereira, alunos de mestrado em Engenharia Elétrica e Eletrónica e diretores do eLab Hackerspace da Universidade do Algarve, deram a conhecer um forno para fundição de alumínio, cobre e latão, que permite produzir peças de metal a partir de moldes de peças impressas a 3D.

Mário Saleiro, um dos curadores da Maker Faire Lisbon desde a primeira edição, doutorando em Engenharia Informática e também diretor do eLab Hackerspace da Universidade do Algarve, apresentou um teclado mecânico HacKeyboard e a sua impressora 3D i3Saleiro.

João Duarte e Mário Saleiro já tinham sido distinguidos nas duas edições anteriores do evento.

Por sua vez, o eLab Hackerspace da Universidade do Algarve (http://www.elab-hackerspace.org) foi premiado pela organização e participação com diversos projetos na Maker Faire Lisbon, tendo recebido da empresa portuguesa Blocks uma impressora 3D Blocks One. Já nos dois anos anteriores os makers da Universidade do Algarve participaram nesta feira, tendo trazido para o Algarve 8 prémios.

Segundo a Universidade do Algarve, «com esta participação, marcada pela grande qualidade de projetos, confirmou-se, mais uma vez, o potencial existente no Algarve nas áreas das tecnologias, grande parte resultado do ensino e da investigação produzidos pela UAlg».

Do Algarve foram ainda premiados o portimonense Rui Mesquita, pelo seu projeto LusoSat, um satélite de pequenas dimensões direcionado para educação; Olaf Breuer, da empresa 3D Print Algarve, pela sua máquina de produção de filamento para impressão 3D; e o Centro Ciência Viva de Tavira pelo seu braço neuro-robótico.

Comentários

pub
pub