Dupla da Vela Solidária no pódio da 1ª Prova de Apuramento Nacional de Vela Adaptada

A dupla Guilherme Ribeiro e Luís Ramalho, em representação do Iate Clube da Marina de Portimão – Vela Solidária, classificou-se […]

Vela solidária_4A dupla Guilherme Ribeiro e Luís Ramalho, em representação do Iate Clube da Marina de Portimão – Vela Solidária, classificou-se em 2º lugar da Geral, na classe Access 303, na 1ª Prova de Apuramento Nacional de Vela Adaptada 2016, disputada no fim de semana em Albufeira.

A prova foi ganha pela equipa do Clube Naval de Cascais, composta por Pedro Reis e Ana Cunha.

No caso da dupla da Vela Solidária de Portimão, o 2º lugar foi um excelente resultado já que, depois de três anos a navegarem em separado, voltaram a formar equipa em Access 303, mas contaram apenas com «poucas horas de treino».

«Tendo ainda que melhorar em muitos aspetos, a dupla em Access 303 melhorou bastante no segundo dia de prova, tendo obtidos três 2º lugares, terminando sempre as regatas a escassos metros da dupla vencedora, e não dando hipótese à dupla do Clube Naval de Cascais Carlos Araújo e Álio Bálio, que terminou em 3º lugar», salienta a equipa portimonense.

vela adaptada

Nos Access 2.3, embarcação individual, o velejador Noel Coelho, do Iate Clube da Marina de Portimão – Vela Solidária, terminou em 4º lugar da classificação geral, apenas a 1 ponto do pódio, enquanto Jacinto João terminou em 7º lugar na geral.

A Classe Access 2.3 foi dominada pelos velejadores do Sport Clube do Porto, André Bento e Luisa Graça, que conseguiram os dois primeiros lugares, com o mesmo número de pontos, tendo ganho a ultima regata. André Bento ficou em 1º lugar na geral.

Só foi possível os velejadores do Iate Clube Marina de Portimão – Vela Solidária participarem nesta 1ª Prova de Apuramento Nacional, «graças ao apoio do Turismo de Portimão e da Marina de Portimão».

O projeto Vela Solidária expressa ainda o seu «agradecimento ao Marina Iate Clube Albufeira, que nos cedeu um atrelado para transportar os barcos, assim como a toda a sua equipa, pela excelente organização e apoio a todos os velejadores».

«Fica também o nosso agradecimento especial ao Sr. Carlos Brito, que nos apoia incondicionalmente na árdua tarefa da realização dos nossos treinos, assim como à Cândida Pereira, que tem sido incansável. O nosso agradecimento estende-se ao Rodolfo Veiga, o nosso mais recente voluntário, que abdicou do seu fim-de-semana e da família e que é o primeiro voluntário que nos chega através da recente campanha de angariação de voluntários que a Vela Solidária lançou», acrescentam.

A Vela Solidária é um projeto que assenta nas parcerias e patrocínios.

Comentários

pub
pub