Eletrificação de toda a Linha do Algarve avança com investimento de 31,6 milhões

A eletrificação de toda a Linha do Algarve, nomeadamente dos troços Tunes-Lagos e Faro-Vila Real de Santo António, vai mesmo […]

Linha eletrificada_02A eletrificação de toda a Linha do Algarve, nomeadamente dos troços Tunes-Lagos e Faro-Vila Real de Santo António, vai mesmo avançar, num investimento de 31,6 milhões de euros, anunciou ontem o ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

O ministro Pedro Marques anunciou o avanço do processo de modernização da Linha do Algarve, no âmbito de um pacote de investimentos de 2,7 mil milhões de euros (dos quais 95% são fundos comunitários), que vai ser aplicado em 1200 quilómetros de vias férreas de todo o país, nos próximos seis anos.

Todos estes investimentos estavam já previstos no PETI (Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas), lançado pelo anterior Governo, e serão assim mantidos pelo atual.

O lançamento dos concursos está previsto para a segunda metade deste ano, prevendo-se que as obras estejam concluídas em 2021.

Em declarações ao jornal Público, Manuel Queiró, presidente da CP, disse que os projetos anunciados, “não sendo o ideal, serão o suficiente para garantir a sustentabilidade operacional da CP”. A electrificação de linhas será o principal benefício que a empresa extrairá deste plano, permitindo-lhe operar com comboios elétricos, nomeadamente no Algarve, em vez de material a diesel.

Reagindo a este anúncio do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, o presidente do PS/Algarve António Eusébio já se congratulou com a confirmação deste investimento, que considera «estruturante para o reforço da oferta pública de transportes coletivos na região, que permitirá a utilização de composições ferroviárias de tração elétrica entre Lagos e Vila Real de Santo António, introduzindo melhorias significativas no serviço prestado aos passageiros, reduzindo a pegada ecológica do comboio e traduzindo-se em poupanças significativas na exploração da via».

«A confirmação expressa por parte do ministro Pedro Marques destes investimentos é extremamente significativa para o Algarve, região que, nos últimos anos, esteve arredada dos grandes investimentos públicos, e marca um ponto de viragem no relacionamento do Governo com os algarvios, por traduzir o cumprimento de um compromisso político assumido com os cidadãos», sublinha ainda o líder do PS/Algarve.

Comentários

pub
pub