“Makers” da Universidade do Algarve apresentaram projetos na Lisbon Mini Maker Faire

Alunos da Universidade do Algarve mostraram os seus projetos na primeira edição da Lisbon Mini Maker Faire, que teve lugar […]

minimakerfaire_2Alunos da Universidade do Algarve mostraram os seus projetos na primeira edição da Lisbon Mini Maker Faire, que teve lugar no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, de 19 a 21 de setembro, e contou com mais de cem makers e projetos e cerca de 9 mil visitantes.

Os fãs da tecnologia e da eletrónica puderam experimentar robôs, drones, jogos eletrónicos, esculturas mecânicas, quebra-cabeças, arcades, dispositivos de monitorização de sinais fisiológicos, conversão de veículos, projetos de eco-design, prototipagem e fabricação digital, impressoras 3D, entre outros.

Ligados à UAlg estiveram os seguintes projetos: Firedarts e Led Cube, apresentado por Ricardo Alves, El Wire Glasses e Gyro Glove por Luís Sousa, Pool Live Aid , o internacionalmente conhecido projeto de snooker, da autoria de Ricardo Alves e Luís Sousa, Robôs Infante e The Maker3 CNC, de Mário Saleiro, Goblin Fleet Commander, de Sérgio Vasconcelos, e The BuildersBot: CNC/3D Printer, a famosa impressora 3D que permite fazer peças tridimensionais e aplicações nas mais diversas áreas, da autoria de Aldric Négrier.

Segundo os autores, os projetos da UAlg foram “elogiados por centenas de visitantes e makers”.

A Mini Maker Faire nasceu nos Estados Unidos em 2006, com o objetivo de apresentar invenções e tecnologias desenvolvidas por cientistas, artesãos, mecânicos, artistas, hackers e geeks, curiosos e habilidosos.

Comentários

pub
pub