Polvo é estrela de ação promocional da Docapesca em Albufeira

Aulas de Culinária gratuitas, dadas por um chefe da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, esperam quem quiser aprender […]

Aulas de Culinária gratuitas, dadas por um chefe da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, esperam quem quiser aprender a fazer pratos deliciosos com polvo, numa iniciativa marcada para o Mercado Municipal dos Caliços, em Albufeira, amanhã e sábado, dias 9 e 10 de agosto, em duas sessões entre as 10h00 e as 12h00.

Para participar, basta inscrever-se gratuitamente através do telefone 289 598 808 ou do email turismo@cm-albufeira.pt.

O mote da iniciativa é “A Valorização Sustentável do Polvo Nacional”, estando a organização a cargo da Docapesca, em colaboração com o Município de Albufeira, e contando ainda com a colaboração de diversas entidades do setor, nomeadamente Organizações de Produtores e Associações de Armadores cujos associados desenvolvem a sua atividade na pesca do Polvo.

O polvo é a principal espécie nas lotas do Algarve (apenas superada pela Sardinha ou Cavala, em Portimão e Olhão) e muito importante para a pesca artesanal nesta região, sendo comercializado em fresco, congelado ou transformado.

Em 2012, transacionaram-se nas lotas do continente 7.191 toneladas de polvo, representando um valor de 28.892.502 euros. Nas lotas do Algarve, foram transacionadas 1.990 toneladas e 8.472.961 euros (29% face ao total nacional).

Em 2011, as transações a nível nacional ascenderam a 5.363 toneladas e 26.976.580 euros. Nas lotas do Algarve, foram de 1.176 toneladas e 7.318.123 euros.

A evolução do preço médio do Polvo entre 2009 e 2012, revela uma subida até 2011, decrescendo em 2012, embora para valores superiores a 2009 e 2010. Os preços médios a nível nacional, durante este período foram os seguintes: 2009 – 3,58 euros ; 2010 – 3,65 euros; 2011 – 5,03 euros; 2012 – 4,02 euros.

O peso mínimo de comercialização é de 750 gramas, sendo importante sensibilizar todos os intervenientes para a sustentabilidade da gestão deste recurso e respeito pelos tamanhos mínimos.

Considerando as elevadas taxas de crescimento do polvo e a sua reduzida taxa de mortalidade, o rendimento da pescaria poderá ser melhorado consideravelmente se for cumprido o tamanho mínimo de captura.

Comentários

pub