Hortas Sociais de Loulé promovem quatro oficinas sobre técnicas agrícolas

As Hortas Sociais de Loulé – Bicas Velhas vão promover quatro oficinas de trabalho dedicadas a técnicas agrícolas 24 de […]

As Hortas Sociais de Loulé – Bicas Velhas vão promover quatro oficinas de trabalho dedicadas a técnicas agrícolas 24 de março, 14 e 24 de abril e 19 maio.

No dia 24 de março, das 14 às 17 horas, o naturopata João Beles coordena uma oficina dedicada a «Plantas Aromáticas e Medicinais». A 14 de abril, o formador é José Miguel Fonseca, da Associação Colher para Semear que irá dirigir uma sessão sobre «Viveiros, Recolha de Sementes e Conservação» entre as 10 e as 13 horas.

No dia 24 de abril, o tema do workshop é «Pesticidas», numa oficina coordenada por Ana Arsénio, da Associação In Loco, que decorre entre as 14 e as 17 horas. A 19 de maio, no mesmo horário, a formadora Paula Miguel apresenta o tema «Compotas, Conservas e Saladas».

O preço de participação em cada oficina é de 5 euros, sendo que o número máximo de participantes é de 20 pessoas. Os interessados poderão inscrever-se através de date@cm-loule.pt ou do telefone 289 400 890.

Estas formações resultam de uma parceria entre a autarquia de Loulé, a Associação In Loco e a Iniciativa ahorta.

«Criadas como forma de proporcionar aos cidadãos, em especial aos mais carenciados, a possibilidade de cultivarem e assim puderem usufruir de produtos agrícolas frescos, produzidos por si e para o seu agregado familiar, as Hortas Sociais de Loulé aliam a vertente social à ambiental», ilustra numa nota de imprensa a Câmara de Loulé.

Para além do apoio à subsistência das famílias, as Hortas Sociais pretendem reforçar o espírito de coletividade e promoção do convívio, a identificação da cultura local, a promoção dos hábitos saudáveis, a criação de um cariz biológico e tradicional na agricultura ali praticada e a valorização do espaço público.

«A criação das Hortas Sociais de Loulé contempla ainda uma forte componente educativa, apresentando em espaço próprio ações de formação sobre técnicas de agricultura biológica, manutenção de espaço público, trabalho comunitário, compostagem e promoção ambiental», acrescentou a autarquia.

Comentários

pub