Mau tempo provoca cinco feridos em desabamento de cobertura no Aeroporto de Faro

A queda de parte da cobertura na zona de check in do Aeroporto de Faro, que provocou cinco feridos ligeiros, […]

A queda de parte da cobertura na zona de check in do Aeroporto de Faro, que provocou cinco feridos ligeiros, por volta das 5h00 da manhã, é a situação mais grave ocorrida no Algarve devido ao mau  tempo, revelou o CDOS (Comando Distrital de Operações e Socorro) de Faro.

Durante a madrugada, sobretudo entre as 5h00 e as 6h00, o CDOS registou um total de 37 ocorrências, provocadas pelo vento e pela chuva, em especial quedas de árvores e de estruturas, inundações e acidentes rodoviários.

O mau tempo afetou principalmente cinco concelhos algarvios, em especial o de Faro, tendo ainda sido registados mais três feridos, mas em consequência de acidentes rodoviários.

Devido à queda de parte da cobertura da zona de check in do Aeroporto de Faro, ficaram feridas cinco pessoas (um passageiro e quatro funcionários), que, embora sem gravidade, foram conduzidas ao Hospital de Faro, de onde já tiveram alta.

O Aeroporto, na sequência deste desabamento e por causa dos ventos fortes, tem os voos suspensos, mas a Antena1 acaba de anunciar que o check in já foi aberto e que dentro em breve recomeçará a normal operação.

A infraestrutura aeroportuária tem ainda todos os restaurantes fechados, por razões de segurança, o que tem provocado queixas das centenas de passageiros que entretanto se juntaram no Aeroporto.

Há também estragos a registar na zona de Montenegro, próximo do aeroporto, onde há casas destelhadas, árvores partidas e carros com prejuízos por terem sido atingidos por objetos levados pelo vento.

O Sul Informação apurou ainda que há diversas zonas do Algarve e Baixo Alentejo sem luz, devido ao mau tempo, nomeadamente nos concelhos de Monchique, Aljezur e Almodôvar.

Segundo o Instituto de Meteorologia, entre as 4h00 e 5h00 da madrugada, na zona de Faro, caíram 20 milímetros de chuva por hora.

 

Veja a FOTOGALERIA sobre os estragos no Aeroporto de Faro —->>

 

Comentários

pub
pub