Olhanense: Adeptos pedem Europa mas jogadores têm pés bem assentes na terra

Os adeptos do Olhanense, satisfeitos com a prestação da equipa da Liga de futebol, já sonham com a ‘Europa’, mas […]

Os adeptos do Olhanense, satisfeitos com a prestação da equipa da Liga de futebol, já sonham com a ‘Europa’, mas os jogadores, que hoje visitaram os mercados de Olhão, preferem ter “os pés bem assentes na terra”.

“Estou a contar que possam ir a uma competição europeia. Acredito nisso, até pelo que já vi a equipa jogar esta época, fiquei muito satisfeito”, disse João Próspero, proprietário de uma banca de venda de peixe, sócio do clube “há muitos anos e adepto de coração”.

Este associado foi um dos que a agência Lusa ouviu durante uma ação de promoção do clube junto de adeptos e simpatizantes, realizada de manhã nos mercados de Olhão, um dos locais mais característicos da cidade.

Os jogadores e a equipa técnica, incentivados por centenas de populares, posaram para a fotografia junto dos vendedores de peixe, frutas e flores, ofereceram brindes e assinaram muitos autógrafos, distribuindo sorrisos para levar mais adeptos ao Estádio José Arcanjo.

As competições europeias são o grande sonho dos associados ‘rubronegros’, numa temporada que coincide com o centenário do clube, o qual será comemorado em abril de 2012.

João Próspero até prometeu “uma caixa de pescada e outra de douradas para cada jogador, mais um jantar”, caso o Olhanense se qualifique para as competições europeias.

Os jogadores, por seu lado, prometem apenas “trabalho, esforço e dedicação”, disse Fernando Alexandre, um dos atletas mais acarinhados na ação de promoção, a cumprir a segunda época em Olhão, e que considerou “muito importante estar próximo de quem puxa por nós ao domingo”.

“É óbvio que, pelo início de campeonato, os adeptos ambicionem coisas melhores para o seu clube. Nós temos de ter os pés bem assentes na terra e fazer o nosso trabalho jogo a jogo, tentando atingir os nossos objetivos principais, que passam pela manutenção”, afirmou, por seu lado, o lateral Luís Filipe, um dos reforços para esta temporada, que ainda não se estreou oficialmente devido a lesão.

O técnico Daúto Faquirá também esteve presente e até encontrou Alexandrino Mimoso, sócio número 10 – desde 1944 – e avô de Jorge Vale, um dos jovens atletas vinculados ao emblema e este ano emprestado ao Louletano, da II Divisão Nacional.

“É importante estar aqui, por aquilo que os sócios têm dado ao Olhanense. O regresso à I Liga deve muito a estas pessoas e estamos aqui para mostrar a interação entre o clube e a cidade. Eles ajudam sempre a equipa, quer em casa quer fora, com um apoio muito forte”, concluiu.

Comentários

pub
pub