11 praias de Lagos e Vila do Bispo estão interditas devido à presença de algas tóxicas

O delegado de Saúde Regional do Algarve Francisco Mendonça decidiu interditar desde ontem, dia 23, a prática balnear nas praias […]

O delegado de Saúde Regional do Algarve Francisco Mendonça decidiu interditar desde ontem, dia 23, a prática balnear nas praias de D. Ana, Camilo, Porto de Mós e Luz (concelho de Lagos) e Burgau, Almadena-Cabanas Velhas, Boca do Rio, Salema, Furnas, Zavial e Ingrina (Vila do Bispo), devido ao aparecimento de algas tóxicas na água.

Esta interdição, explicou a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve em comunicado, «deve-se ao facto de terem sido identificados blooms de algas tóxicas (Ostreopsis, dinoflagelado produtor de toxinas) muito prejudiciais para a saúde humana, capazes de causar problemas respiratórios, conjuntivites e dermatites, entre outros».

A situação está a ser acompanhada pelo IPIMAR, pelo delegado de Saúde Regional, Administração da Região Hidrográfica do Algarve, Capitania do Porto de Lagos e Câmaras Municipais de Lagos e de Vila do Bispo, no sentido de assegurar a intensificação da observação desta zona costeira. Foram ainda informados o Instituto Nacional da Água e a Associação Bandeira Azul.

Na próxima semana estarão disponíveis novos dados que permitirão avaliar o desenvolvimento dos blooms e tomar novas medidas, adiantou ainda a ARS do Algarve.

Comentários

pub
pub