Turismo do Algarve: Morte de Paulo Pinheiro é «duro golpe» para a região e «o turismo em particular»

Grande impulsionador do Autódromo Internacional do Algarve morreu esta quarta-feira

Paulo Pinheiro – Foto: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

«Um duro golpe para toda a região e para o turismo em particular, que vê desaparecer o grande dinamizador de uma obra responsável por trazer ao país milhares de fãs internacionais do desporto motorizado». É desta forma que o Turismo do Algarve classifica a morte de Paulo Pinheiro, administrador da Parkalgar, sociedade gestora do Autódromo Internacional do Algarve, que faleceu esta quarta-feira.

Numa nota de pesar enviada às redações, esta entidade lembra que «Paulo Pinheiro realizou, com a sua tenacidade e alegria contagiante, uma aposta arrojada e clarividente num ativo que alcançou, em menos de duas décadas de vida, o papel de embaixador da região além-fronteiras», o Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

«A perda deste incondicional fã de desporto motorizado que tornou realidade o sonho de erguer um autódromo internacional na sua terra natal, Portimão, constitui uma enorme perda para todos», acrescenta.

O percurso de Paulo Pinheiro «representa o melhor do empreendedorismo, da persistência e da capacidade de trabalho que compõem o carácter das gentes do Algarve e distinguem os portugueses».

«Saibamos honrar o seu legado e dar continuidade ao trabalho desenvolvido. A toda a família e aos amigos, o Turismo do Algarve deixa sentidas condolências», conclui o Turismo do Algarve.

 

 



Comentários

pub