Residente em Portimão é um dos três detidos pela PJ por roubo e sequestro agravado em Braga

Crimes ocorreram no mês de Março

Três homens, um com 40 e dois com 46 anos, residentes em Portimão, Moita e Loures, desempregados e com antecedentes criminais, foram ontem detidos pela PJ por crimes de roubo e sequestro agravado, acesso ilegítimo, abuso de cartão de garantia ou de cartão, tráfico de droga e detenção de arma proibida, ocorridos na cidade de Braga, no passado mês de Março. 

«A investigação foi ativada pela PSP, chamada a uma possível situação de sequestro, após localização e identificação de um homem, desnudado no tronco, amordaçado e manietado, com evidentes sinais de agressões físicas», explica a PJ.

De acordo com a mesma autoridade, o desenvolvimento investigatório permitiu identificar um grupo de indivíduos que, de forma premeditada, viajaram desde a zona centro e sul do país em viaturas alugadas para cometer os crimes planeados.

Assim, ao início da madrugada de 12 de Março, localizaram a vítima e introduziram-na numa viatura comercial, com recurso a violência física.

Ali, continuaram a agredi-la, conseguindo que lhes revelasse os códigos dos cartões bancários e exigiram a entrega de dinheiro.

Depois, acabaram por abandonar a vítima.

Efetuadas diversas diligências de investigação, designadamente com utilização de meios especiais de obtenção de prova, foram feitas buscas domiciliárias e não domiciliárias pelo Departamento de Investigação Criminal de Braga da PJ, com a colaboração da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo e dos Departamentos de Investigação Criminal de Portimão e de Setúbal.

Das buscas resultou a apreensão de diversos objetos relacionados com os crimes praticados, cocaína e anfetaminas, um revólver, diversas munições e uma «considerável» quantia em dinheiro.

Os detidos serão presentes às autoridades competentes para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.



Comentários

pub