Algarve 2030 tem 27 milhões para apoiar eficiência energética em equipamentos públicos

Estes 27 milhões representam um aumento face ao último programa operacional

O programa regional Algarve 2030 tem 27 milhões, de fundos europeus, para ajudar na eficiência energética de instalações e equipamentos públicos municipais e do setor social. 

O aviso engloba renovações integradas que tenham em consideração cada edifício e os respetivos sistemas no seu conjunto (em escolas, piscinas municipais e em outros equipamentos dos Municípios e Freguesias do Algarve) e a capacitação de atores territoriais para o desenvolvimento de ações de sensibilização, informação e planeamento associadas à Eficiência Energética e Transição Climática

Neste âmbito será igualmente possível apoiar investimentos de eficiência e de transição energética, bem como de redução de consumo de energia em áreas de Acolhimento Empresarial e equipamentos sociais geridos por IPSS e Misericórdias.

Estes 27 milhões representam um aumento face aos 3,4 do último programa operacional.

De resto, para a tarde desta quarta-feira, 10 de Julho, está marcado um seminário técnico dirigido aos autarcas e técnicos dos municípios, Juntas de Freguesia, empresas municipais, Misericórdias e IPSS para dar a conhecer estes instrumentos.

Nesta sessão técnica a AREAL – Agência Regional de Energia apresentará um Plano de Ação integrado no estudo “Contributo da Região do Algarve para a Descarbonização”, da responsabilidade da CCDR Algarve, pioneiro a nível nacional, para a Descarbonização das instalações públicas municipais e das freguesias.

 



Comentários

pub