Terras do Infante apoia projeto “SeaWatch” para ter reforço de vigilância no litoral vicentino

Este projeto garante uma presença de meios de socorros nas praias não vigiadas

O litoral dos concelhos de Lagos, Vila do Bispo e Aljezur vai ter um reforço da vigilância este Verão, garantido por duas viaturas todo o terreno, uma moto e seis militares, equipados com os adequados meios de salvamento, fruto de um acordo entre a Associação de Municípios Terras do Infante e o projeto “SeaWatch”.

Este reforço é possível graças ao apoio que a Terras do Infante decidiu dar ao projeto de vigilância de praias da responsabilidade do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), em 2024, que será válido para zonas sob a jurisdição da Capitania de Lagos.

A associação de Municípios vai assegurar o alojamento dos operacionais alocados ao projeto, durante toda a época balnear.

«O projeto “SeaWatch tem como principal objetivo o reforço da segurança nas praias não vigiadas, onde não existem nadadores-salvadores, designadamente, e entre outras, nos três concelhos das Terras do Infante – Aljezur, Lagos e Vila do Bispo. De acordo com as fontes oficiais nacionais, em 2023, este projeto permitiu o salvamento de 52 veraneantes, com 193 assistências de primeiros socorros e 16 buscas, com sucesso, de crianças perdidas na praia», segundo a Terras do Infante.

 

 



Comentários

pub