Hoteleiros dizem que reservas para o Verão já estão acima dos 50%

Para Agosto, no Algarve, a grande maioria dos hoteleiros já apresenta taxas de reserva superiores a 50%

Os dados do inquérito sobre «Perspetivas Verão 2024», feito pela Associação de Hotelaria de Portugal (AHP), «refletem um panorama positivo para a indústria hoteleira portuguesa, com uma forte procura tanto do mercado interno, como nos principais mercados externos para esta época do ano».

Quanto às reservas para Junho, 70% dos inquiridos indicam uma taxa de reserva entre os 50% e os 89%, revelou a AHP. Para 43%, a taxa de reserva está mesmo acima dos 70%.

Por regiões, destaque para a Madeira, onde quase a totalidade dos inquiridos apresenta uma taxa de reserva superior a 70%, seguida dos Açores com 86% dos inquiridos, que registam reservas acima dos 70%.

Em Julho, a nível nacional, 67% dos inquiridos registam uma taxa de reserva entre os 20% e os 69%. Nos Açores, quase todos os inquiridos têm reservas acima dos 70%, e na Madeira, 98% estão acima dos 50%.

Por oposição, no Alentejo, apenas metade dos inquiridos tem reservas superiores a 20%, sendo esta a região com a taxa de reserva média mais baixa.

Em Agosto, aquele que é considerado o mês mais forte do ano, 63% dos inquiridos registam reservas entre os 20% e os 69%. Nos Açores, todos os inquiridos já têm reservas acima dos 70%. Na Madeira e no Algarve, a grande maioria apresenta taxas de reserva superiores a 50%.

Na Grande Lisboa, Norte e Centro, a maioria dos inquiridos regista reservas entre os 20% e os 69%. O Alentejo continua a apresentar as taxas de reserva mais baixas, com mais de metade dos inquiridos a registar reservas inferiores a 50%.

Finalmente, segundo a AHP, em Setembro, mais de metade dos inquiridos nos Açores (71%) reporta taxas de reserva superiores a 70%. Na Madeira, quase a totalidade regista taxas acima dos 50%. No Algarve, metade dos inquiridos tem reservas superiores a 50%.

Para este mês, quase todos os inquiridos do Centro e 76% dos inquiridos do Alentejo têm reservas abaixo dos 50%.

Os inquiridos foram também questionados sobre os principais mercados para os meses de Verão. 73% dos inquiridos indicou o mercado nacional no top 3 dos principais mercados, tal como Reino Unido (52% da amostra), seguido do mercado espanhol (para 45% dos inquiridos). Seguiram-se os Estados Unidos da América e a Alemanha, para 38% e 31%, respetivamente.

Quando questionados sobre os principais canais de reserva utilizados para os meses de verão, os inquiridos apontaram a Booking como sendo o principal canal, seguido do website próprio.

No que diz respeito à performance dos principais indicadores da operação hoteleira, em comparação com o Verão de 2023, 89% dos inquiridos responderam que a taxa de ocupação será igual ou melhor, com o Centro e a Península de Setúbal a serem os mais otimistas.

Quanto ao Preço Médio, este será melhor para 76% dos inquiridos. A Estada Média será igual ou melhor para 94% dos inquiridos, com destaque para a Península de Setúbal e a região Oeste e Vale do Tejo, onde mais de metade estima que seja melhor.

Por fim, quanto aos Proveitos Totais e Proveitos de Aposento, prevê-se que sejam melhores ou muito melhores para 68% dos inquiridos.

Ficha técnica: O inquérito decorreu de 20 a 31 de maio, junto dos estabelecimentos turísticos associados da AHP. Total de respostas: 378 estabelecimentos.

 



Comentários

pub