Detido jovem em Loulé por suspeitas de falsificar documentos para registar imigrantes

A investigação prossegue a cargo da PJ

Um jovem de 26 anos foi detido este fim de semana, em Loulé, por suspeitas de crimes de falsificação de documentos para registar cidadãos estrangeiros e obter «benefícios ilegítimos».

Os crimes ocorreram entre Março e Dezembro de 2022, no Alentejo, onde o detido adulterava documentos relativos aos «termos de reconhecimento de assinaturas e registo online dos atos dos advogados», com o objetivo de serem usados nos registos de cidadãos estrangeiros, nos serviços de finanças, para obtenção de benefícios ilegítimos.

A investigação prossegue a cargo da PJ.

O objetivo é apurar a «eventual relação com a prática de outros crimes, nomeadamente auxílio à imigração ilegal».

A direção do inquérito está a cargo do Ministério Público no Tribunal Judicial de Beja.

 



Comentários

pub