Afluência ultrapassou a das eleições de 2019 a duas horas do fecho das urnas

30,79% dos eleitores inscritos nas eleições de hoje para o Parlamento Europeu já tinham votado até às 16h50

A afluência às eleições europeias de hoje ultrapassou a registada no sufrágio de 2019, quando faltavam pouco mais de duas horas para fecharem as urnas em Portugal continental, indicam os dados oficiais.

Segundo a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, 30,79% dos eleitores inscritos nas eleições de hoje para o Parlamento Europeu já tinham votado até às 16h50, enquanto a participação total no sufrágio de 26 de Maio de 2019 ficou pelos 30,73%.

Este aumento comparativo de afluência já tinha sido registado durante a manhã, uma vez que, até às 12h00, exerceram o seu direito de voto 14,48% dos inscritos, uma percentagem superior aos 11,56% que foram às urnas no mesmo período em 2019.

Quanto à participação de eleitores comunitários não nacionais, os dados oficiais indicam que era de 15,34% às 16h50, segundo a evolução da afluência disponibilizada `online´ pela entidade responsável pela divulgação dos resultados oficiais.

Há cinco anos, Portugal viu a taxa de abstenção em eleições europeias atingir quase 70%, uma participação eleitoral que registou mínimos históricos desde as primeiras eleições para o Parlamento, em 1987.

Nessa altura, um ano depois da entrada portuguesa na então Comunidade Económica Europeia (CEE), 72,42% dos eleitores foram às urnas para escolher os representantes de Portugal no Parlamento Europeu, situando-se a abstenção nos 27,8%.

Nas eleições de hoje é possível, pela primeira vez, votar em mobilidade, ou seja, sem ser na mesa de voto habitual, bastando apresentar um documento de identificação oficial com fotografia atualizada junto de qualquer assembleia de voto.

Em comunicado, a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI) reconheceu que, cerca das 11h30, um pico de afluência de eleitores, que coincidiu com uma atualização de segurança, levou a um abrandamento do sistema do voto em mobilidade, mas garantiu que essas “situações pontuais foram prontamente resolvidas”.

Mais de 10,8 milhões de eleitores recenseados no território nacional e no estrangeiro estão inscritos para escolher 21 dos 720 eurodeputados do Parlamento Europeu.

A estas eleições, para as quais se inscreveram para votar antecipadamente no passado domingo mais de 252.000 eleitores, concorrem em Portugal 17 partidos e coligações.



Comentários

pub