Vai haver uma sessão de esclarecimento sobre instruções de navegação nas Grutas de Benagil

Esta terça-feira, 21 de Maio, destinada a empresas marítimo-turísticas

O Turismo do Algarve, o Município de Lagoa e a Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE) vão promover, na próxima terça-feira, 21 de Maio, às 20h00, uma sessão de esclarecimento pública sobre o projeto “Edital – Instrução de Navegação em Área Marítima referente às Grutas de Benagil”, dirigida às empresas marítimo-turísticas.

A iniciativa decorrerá no Auditório Carlos do Carmo da Câmara de Lagoa e contará com a participação do Comandante do Porto de Portimão Eduardo Luís Pousadas Godinho, com quem o setor poderá abordar e esclarecer as novas regras definidas no edital.

Em nota, o Turismo do Algarve reforça que «o objetivo principal deste edital é assegurar que a navegação, especialmente nas proximidades e acesso às Grutas de Benagil, seja realizada em condições seguras, protegendo visitantes, operadores marítimo-turísticos, a navegação geral na área e o meio ambiente».

A sessão é aberta às empresas marítimo-turísticas registadas no Registo Nacional dos Agentes de Animação Turística (RNAAT), mediante inscrição prévia.

O edital conjunto que irá promulgar regras de navegação para a área das Grutas de Benagil encontra-se a ser desenvolvido, desde 8 de Maio, pela Capitania do Porto de Portimão, o Município de Lagoa, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Em nota enviada às redações, a Autoridade Marítima Nacional reforça que o projeto, desenvolvido de acordo com as recomendações do “Grupo de Trabalho das Grutas de Benagil”, «visa estabelecer medidas de gestão consideradas prioritárias, a aplicar ainda no ano de 2024 numa área compreendida entre a praia do Vale do Lapa e a praia de Albandeira, de forma a garantir que a navegação se efetua com mais segurança, salvaguardando os visitantes das Grutas de Benagil, os operadores marítimo-turísticos, a navegação em geral naquela área e ainda o meio ambiente».

O documento encontra-se disponível para consulta pública até ao dia 10 de Junho, para recolha de opiniões e contributos, sujeitos a posterior avaliação e ponderação, bem como a realização de acertos, na medida do necessário.

 



Comentários

pub