Usavam receitas falsas para tentar comprar medicamento nas farmácias para fazer «droga recreacional»

Tentavam comprar medicamento que tem como principal princípio ativo um opióide e serve para fazer droga recreacional

Dois homens de 22 e 23 anos, por fortes suspeitas da prática de um crime de falsificação de documento, foram detidos no sábado, em flagrante delito, pelo Departamento de Investigação Criminal de Portimão da Polícia Judiciária.

Segundo a PJ, entre 23 e 25 de maio, «os suspeitos procuraram, junto de várias farmácias localizadas em Portimão e Quarteira, obter de forma ilícita, com a consciência de que estavam a utilizar receitas falsas, um medicamento cuja venda apenas é permitida mediante prescrição médica».

«O medicamento em questão tem como principal princípio ativo a codeína, um fármaco do grupo dos opióides com efeitos analgésicos, que causa dependência se consumido com regularidade», acrescenta a Judiciária.

O medicamento serve «para produzir uma bebida extremamente tóxica conhecida por “purple drank”, droga recreacional, cujo valor nos mercados ilícitos torna a sua produção e venda apelativos».

Os detidos irão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

O inquérito é titulado pelo Ministério Público de Portimão, tendo também como motivo o tráfico de estupefacientes.

 

 



Comentários

pub