PSD diz que nova travessia do Tejo reduz tempo de viagem até ao Algarve em 30 minutos

«Esta é uma decisão que não foi tomada pelo bem que faz ao Algarve, mas faz bem ao Algarve», diz Cristóvão Norte

A nova ponte de uso ferroviário entre Chelas e o Barreiro, que será a terceira travessia do Tejo, vai, de acordo com o PSD, reduzir o «tempo de viagem de comboio até ao Algarve em 30 minutos» e permitir «o reforço das frequências entre o Algarve e Lisboa,  já que desobstrui os acessos à capital». 

Esta nova ponte foi anunciada ontem pelo Governo no conjunto de obras públicas que visam responder às necessidades resultantes da construção do novo aeroporto de Lisboa, que se chamará Luís de Camões, e ficará em Alcochete.

Cristóvão Norte, deputado e presidente do PSD Algarve, assinala que «esta é uma decisão que não foi tomada pelo bem que faz ao Algarve, mas faz bem ao Algarve. É essencial reforçar a frequência das ligações a Lisboa, diretas também do barlavento, e reduzir o tempo de viagem. Esta decisão traz-nos importantes benefícios regionais».

O deputado sustenta ainda que «é importante melhorar as condições das ligações inter-regionais, do Algarve com o resto do país,  e tentar obter junto de Espanha um acordo para que, a prazo, o corredor mediterrânico compreenda o Algarve, mas isso exige a ligação de Sevilha a Ayamonte, e quem decide isso são os espanhóis».

«É fundamental avançar com o reforço da rede intra-regional: ligação ao aeroporto, correções de traçado para diminuir tempo dos percursos, de modo a criar um verdadeiro inter-cidades regional e ter uma política de transportes regional em que a ferrovia seja um dos sustentáculos», continua.

 



Comentários

pub