Andreia Sousa é a nova presidente da Juventude Socialista do Algarve

A nova presidente encabeçou uma lista única, após dois empates

A portimonense Andreia Sousa, de 29 anos, licenciada em gestão e a trabalhar na área financeira do setor hoteleiro, foi eleita, no sábado, 11 de Maio, como presidente da Juventude Socialista (JS) do Algarve. É a primeira vez que uma mulher vai liderar esta estrutura.

Para chegar a esta eleição, houve três voltas do processo eleitoral, o que, segundo a JS regional, demonstra «a vivacidade da política jovem algarvia».

Além da nova líder da estrutura, foram eleitos João Dias, enquanto presidente de Mesa da Comissão Política Federativa, e Manuel Alves, para presidente da Comissão Federativa da Jurisdição.

Quanto aos representantes da JS na Comissão Política do PS Algarve, foram eleitos Catarina Sousa, como cabeça de lista, seguida de João Espanhol, Margarida Carvalho, Vânia Vieira, Alexandre Albuquerque, João Dias e Sílvia Shulzhyk.

A candidatura liderada por Andreia Sousa, que, ao fim de dois empates, se sujeitou a sufrágio enquanto lista única, apresenta o mote “Construir o futuro numa só voz”, pretendendo “dar voz a uma região repleta de potencial e que merece dispôr de igual acesso de oportunidades relativamente às restantes regioes do país”.

Além disso, aposta “no investimento ao incentivo da participação cívica dos jovens, demonstrando a real importância de deter um papel ativo na sociedade e no futuro da região e do país”.

A eleição deu-se no Congresso da Juventude Socialista do Algarve, que decorreu no sábado, em Olhão.

Segundo a JS algarvia, “o processo foi reforçado pela presença de elementos de vários pontos do país”, tendo ainda ficado marcado “pelo término de um ciclo para o presidente cessante, Abel Matinhos.

 



Comentários

pub