Oito autarquias do Algarve e Alentejo distinguidas por cuidarem dos cuidadores informais

Nesta terceira edição foram reconhecidas 59 autarquias

Tavira, Albufeira e Portimão (no Algarve) e Odemira, Santiago do Cacém, Moura, Cuba e Évora (no Alentejo), fazem parte da lista de Municípios distinguidos como “Autarquia que cuida dos cuidadores informais”. 

Segundo a Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais (RACCI), nesta terceira edição, «das 66 propostas apresentadas, 59 foram reconhecidas, de acordo com os critérios estipulados no regulamento e análise dos representantes das associações que compõem o Movimento».

Esta é uma iniciativa que tem como objetivo distinguir e amplificar as melhores práticas de apoio em benefício dos cuidadores informais, implementadas por municípios e freguesias do território nacional português.

Odemira destaca o projeto Cui(DAR)+, implementado pela TAIPA – Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Integrado do Concelho de Odemira, que continua a ser uma aposta da intervenção social desenvolvida pela autarquia.

De acordo com o Município, este projeto tem revelado «um positivo impacto na melhoria da qualidade de vida dos cuidadores informais e das pessoas cuidadas do concelho».

Assente na dinamização de uma estrutura de apoio e de acompanhamento aos cuidadores informais, através do Gabinete de Apoio ao Cuidador, presta apoio psicológico, orientação e encaminhamento social e promove o Descanso do Cuidador. A iniciativa dinamiza ainda um conjunto de ações de sensibilização e capacitação na área da prestação de cuidados a cuidadores informais e formais.

 



Comentários

pub