Festival Açoteia pôs 7 mil pessoas a olhar Faro de cima

Nos dias 7 e 8 de Julho

Cerca de 7 mil pessoas passaram pelas açoteias de Faro, nos dias 7 e 8 de Julho, na 2ª edição do Açoteia – Faro Rooftop Festival.

Num balanço ao festival, que passou por 35 açoteias da cidade, a Câmara de Faro salientou o «crescimento assinalável, no que toca a público, entidades e espaços envolvidos» da edição deste ano do festival, cuja «grande novidade» foi «a inclusão das açoteias de casas particulares, que abriram ao público, potenciando, desse modo, a vida comunitária».

«Para além disso, estiveram envolvidas 15 associações locais, tendo contado, a organização, com 200 colaboradores. Ao longo dos dois dias do Festival, decorreram mais de 70 iniciativas, que se desdobraram em aproximadamente 130 ações», acrescentou a autarquia.

Algumas destas, foram desenvolvidas por parceiros da Rede Europeia da Açoteias Criativas (ECRN European Creative Rooftop Network, um projeto apoiado pelo programa Europa Criativa da União Europeia), sendo os espetáculos coproduzidos pela Câmara Municipal de Faro.

Dentro desta programação, a Câmara destaca a abertura da exposição “Catálogo Açoteia” (na Praça da Liberdade, Pontinha), «que mostra as potencialidades do uso destes espaços e foram realizadas conversas com especialistas nacionais e internacionais sobre estas temáticas».

Foi, igualmente, inaugurada, na açoteia da Fábrica da Cerveja, a pintura realizada pelo artista belga Larsen Bervoets, realizada em conjunto com voluntários de Faro. Esta peça está a ser realizada em seis cidades da Europa, sendo que, em Faro, pode ser avistada a partir dos aviões, aquando do processo de aproximação ao aeroporto, para aterragem.

O Açoteia – Faro Rooftop Festival, que teve a sua primeira edição em 2019, regressará em 2024, ano em que Faro irá, também, acolher o congresso final do projeto da Rede Europeia da Açoteias Criativas (ECRN European Creative Rooftop Network.

 

 



Comentários

pub