Dois dos cinco detidos por extorsão, roubos e tráfico de droga ficam em prisão preventiva

Foi «desmantelada uma importante e estruturada rede que operava na região, com particular incidência nos concelhos de Albufeira, Loulé, Faro e Portimão»

Duas das cinco pessoas detidas na sexta-feira, 7 de Julho, por extorsão, roubos, tráfico de droga e falsificação de documentos ficaram em prisão preventiva, depois de terem ontem, dia 9, sido presentes no Tribunal Judicial de Faro.

Os três restantes ficaram sujeitos a apresentações bissemanais.

A detenção dos quatro homens e uma mulher, entre os 22 e os 39 anos de idade, tinha sido feita na sexta-feira pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Albufeira.

No âmbito de uma investigação sobre extorsão e roubos, que decorria há cerca de três meses, os militares da Guarda deram cumprimento a cinco mandados de detenção, três mandados de busca domiciliária e cinco em veículos.

Segundo o Comando Territorial da GNR, foi «desmantelada uma importante e estruturada rede que operava na região, com particular incidência nos concelhos de Albufeira, Loulé, Faro e Portimão».

A operação policial levou à apreensão de 37 doses de MDMA, 4 693 doses de cocaína, 185 doses de haxixe e 28 doses de canábis.

A GNR apreendeu igualmente uma arma de fogo, 48 munições, quatro telemóveis, diversos artigos utilizados na preparação e acondicionamento de estupefacientes, bem como mil euros em numerário.

Foi ainda recuperado um fio de ouro, uma pulseira de ouro e três anéis, também de ouro.

A operação policial contou com o reforço de militares da estrutura de Investigação Criminal do Comando Territorial de Faro, dos Destacamentos Territoriais de Loulé e Portimão, do Destacamento de Intervenção (DI) de Faro, do Grupo de Intervenção e Operações Especiais (GIOE) e Grupo de Intervenção e Ordem Pública (GIOP) da Unidade de Intervenção (UI).

 



Comentários

pub