Seja voluntário para reflorestar uma área ardida no interior de Castro Marim

Foram escolhidas espécies autóctones e resilientes ao fogo: alfarrobeiras e medronheiros.

Castro Marim está à procura de voluntários para reflorestar parte da área ardida no ano passado, no incêndio da Pernadeira, numa iniciativa do Município, articulada com as Juntas de Freguesia, Zoomarine, Algar, ARCDAA (Associação Recreativa, Cultural e Desportiva dos Amigos de Alta Mora) e Cooperativa GuadiMonte.

A ação, que terá lugar no dia 3 de Dezembro, vai permitir a plantação de cerca de 5.000 árvores doadas pelo projeto “Together We Protect”, do Zoomarine, com a missão de promover o conhecimento, a preservação e a educação ambiental e onde se inserem medidas como o apoio à reflorestação da região algarvia.

Tendo em conta as circunstâncias desta reflorestação e procurando promover a capacidade de resiliência do território, foram escolhidas espécies autóctones e resilientes ao fogo: alfarrobeiras e medronheiros.

«Para que esta seja uma iniciativa bem-sucedida, precisamos que se junte a nós no terreno!», diz a Câmara de Castro Marim.

Com inscrições obrigatórias (até ao dia 1 de Dezembro), quem quiser participar «pode fazê-lo com a sua família, empresa ou escola, para plantarmos juntos um futuro diferente». Para se inscrever, basta clicar aqui. Pode também inscrever-se através dos contactos 281 510 778 / [email protected] (Gabinete de Apoio ao Munícipe) ou 963 336 104 / [email protected] (GuadiMonte).

São cerca de 19 hectares de terreno para plantar as cerca de 5000 árvores, sendo a GuadiMonte responsável por conduzir a ação no terreno e assegurar os cuidados após a plantação, de forma a potenciar a sua taxa de sobrevivência.

«Envolver e unir toda a comunidade neste processo de reconstrução, da mesma forma que se une no combate aos incêndios, é uma das missões desta ação de reflorestação, diferenciada e inédita no território», conclui a autarquia.

 



Comentários

pub